Agricultores familiares assinam contrato de Crédito Habitacional para construção de moradias em Boa Vista

Famílias selecionadas são dos assentamentos Nova Amazônia e Nova Amazônia I. Crédito é no valor de R$ 75 mil

Agricultores familiares assinam contrato de Crédito Habitacional para construção de moradias em Boa Vista
Foto: Divulgação

Famílias de agricultores rurais assentados em 13 áreas de reforma agrária em Roraima foram contempladas com o Crédito Habitacional oferecido pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária e (Incra).

Dalva Conceição, uma agricultora, vive com sua família em uma casa simples no projeto de assentamento Nova Amazônia I, na zona rural de Boa Vista.

Esta realidade está prestes a mudar significativamente graças ao Crédito Habitacional. A ação visa melhorar as condições de moradia para agricultores rurais assentados em 13 áreas de reforma agrária no estado.

Morando com seu filho, nora e netas, Dalva se sente realizada ao ver que o lote transformou a vida de sua família. Cultivando batata-doce e outros tubérculos em seu lote, Dalva destaca o papel essencial do programa na melhoria da qualidade de vida dos agricultores. E a perspectiva de um futuro digno no campo.

“O Governo Federal, através do Incra, está me dando a chance de envelhecer com dignidade. Quando entrei no lote, meu filho era taxista na cidade e vendia o almoço para comprar a janta. Hoje, ele, a esposa e filhas trabalham no lote. Fico feliz ao ver que a sucessão está garantida”.

Famílias de agricultores contemplados

Dalva é uma das 260 famílias contempladas pelo programa, oficialmente lançado nesta sexta-feira dia 24, no projeto de assentamento Nova Amazônia I. Durante a solenidade, as famílias selecionadas assinaram o contrato do Crédito Habitacional, no valor de R$ 75 mil por unidade familiar.

Assim, o superintendente do Incra em Roraima, Evangelista Siqueira, destaca que até 2025, a previsão é construir então, 260 moradias, com um investimento total estimado em R$ 19,5 milhões.

Dessa forma, os assentamentos beneficiados incluem Alto Arraia e Renascer (Bonfim), Caferana e Cupiúba (Caracaraí), Jacamim, Pau Rainha, Tatajuba, Seringueira e União (Cantá), Paredão (Alto Alegre), Samaúma (Mucajaí), Nova Amazônia e Nova Amazônia I (Boa Vista).

Como resultado, ele explica uma das grandes vantagens do Crédito Habitacional: o significativo subsídio oferecido pelo governo federal. Dos R$ 75 mil destinados ao valor total da casa, se o beneficiário quitar o crédito em até três anos, pagará apenas 4% do valor total, o que em valores de hoje não ultrapassa R$ 3.100,00. “É dignidade para o homem e a mulher do campo e a nossa expectativa é iniciar as obras em breve”, acrescentou.

Fonte: Da Redação

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x