AME-BV: mulheres empreendedoras têm acesso a linha de crédito para expandir negócios

Agência apoia mais de 1,2 mil empreendedores, desses, 70% são do publico feminino. Principais segmentos são voltados à área de alimentação, vestuário, moda e beleza

AME-BV: mulheres empreendedoras têm acesso a linha de crédito para expandir negócios
Foto: Divulgação PMBV

Por meio da Agência Municipal de Empreendedorismo e Fomento de Boa Vista (AME BV) mulheres têm acesso a linhas de créditos para alavancar os negócios. Nesta sexta-feira, (17), ocorreu uma ação especial alusiva ao mês das mães empreendedoras.

Houve então, atendimento a 15 famílias no Centro Municipal Integrado de Educação Especial (CMIEE) que buscam linhas de crédito para investir em seus negócios. O evento ocorreu na sede localizada no Centro da cidade.

De acordo com a diretora presidente da AME BV, Luciana Surita, a agência conta com mais de 1.200 empreendedores que são apoiados com linhas de créditos oferecidos pelo município. Desses, 70% são do público feminino, onde os principais segmentos são voltados à área de alimentação, vestuário, moda e beleza.

“Essa linha de crédito especial teve o lançamento ano passado, onde já temos beneficiários voltados para esse público. Decidimos executar ela no Mês das Mães, após visitar o Centro Municipal Integrado de Educação Especial, porque percebemos que muitas famílias têm pessoas que precisam de cuidados, onde a mãe ou a família toda acabam empreendendo dentro da própria casa. Por esse motivo, estamos fazendo essa ação para apoiar essas famílias”, disse Luciana Surita.

Ela explicou que nessa primeira etapa, o empreendedor faz a inscrição na AME BV, em seguida ocorre visita técnica onde mostrará como é o empreendimento e o trabalho. Caso seja apto, fará um curso de capacitação financeira para saber como aplicar a linha de crédito. E ao final, assinará o contrato para receber os recursos.

Mães empreendedoras que se dedicam 100% aos seus filhos

Uma das empreendedoras atendidas na ação foi Cláudia Karoline Pires, 27, mãe da Kayla Pires, de 7 anos. Ela conta que começou a observar o comportamento da filha desde que nasceu. Após diagnóstico médico, descobriu que a criança tinha autismo grau 1. A partir daí, a dedicação foi totalmente para a filha. Para ajudar nas despesas domésticas, montou há quase um ano uma sorveteria na sua própria casa, no bairro Dr. Silvio Botelho.

“Não tenho como trabalhar fora e ficar longe da minha filha. Essa linha de crédito da AME vai me ajudar muito, pois penso em aumentar minha produção e melhorar meu estabelecimento. Tudo o que faço é para ajudar minha filha, pois toda a dedicação que tenho é para o tratamento de saúde dela. É ela quem me dá força”, afirmou.

Enquanto as mães são atendidas, as crianças ficam em um espaço lúdico. A empreendedora Nilza Ferreira, 51, também buscou atendimento. Mãe solteira, Nilza tem cinco filhos, entre eles, Thalícia Ferreira, de 27 anos, que nasceu com deficiência neurológica e autismo.

Para complementar a renda familiar, Nilza sempre teve visão de mulher empreendedora, onde já trabalhou com vendas de roupas, e começou a trabalhar na área da gastronomia. Hoje, ela tem uma banca com café da manhã regional no Conjunto Cruviana próximo à sua casa, onde atende seus clientes de segunda a sábado.

“Eu tive que escolher entre trabalhar fora ou cuidar da minha filha. Foi a partir daí que decidi conciliar montando meu próprio negócio, mas sempre cuidando dela. Agora encontrei a AME BV e vi uma oportunidade de investir mais no meu trabalho e comprar equipamentos que vão me ajudar nas minhas vendas”, disse.

AME BV

Para quem tem interesse em conhecer como funciona as linhas de créditos oferecidos pela AME BV, pode acessar o Portal do Cidadão ou procurar a sede que fica localizada na Rua Floriano Peixoto, 379, Centro, na Orla Taumanam, no horário das 8h às 14h. Pode também entrar em contato por meio dos telefones (95) 3621-1695 e (95) 98409-1618.

Fonte: Da Redação

0
Would love your thoughts, please comment.x