Associação promove campanha contra abuso de pessoas com deficiência

Campanha segue até 1º de outubro, com distribuição de camisas e revistas educativas, além de palestra

Associação promove campanha contra abuso de pessoas com deficiência
Associação Grupo de Mães Anjos de Luz é responsável pela campanha – Foto: Divulgação

A Associação Grupo de Mães Anjos de Luz promove até o dia 1º de outubro uma campanha de combate ao abuso e exploração sexual da pessoa com deficiência em Boa Vista.

Com o tema “Rompa o silêncio”, a campanha tem como objetivo levantar debates e discussões que contribuam para a prevenção deste tipo de crime.

Entre as ações da campanha, está a distribuição de camisas e revistas educativas pela capital.

Além disso, no dia 30 deste mês, a entidade fará uma palestra com mães de crianças com deficiência. O local, contudo, ainda será definido e divulgado nas redes sociais do grupo.

De acordo com a presidente do grupo, Maria das Dores, trabalhar a prevenção e conscientização da população é fundamental para dar visibilidade a esses casos.

Ela explica também que a maioria dos casos acontecem dentro da própria casa das vítimas.

“O que torna mais difícil este tipo de crime é que ele geralmente ocorre dentro da própria casa, envolvendo um parente da vítima. Além disso, ainda temos poucos recursos para a apuração e acompanhamento dessas vítimas e suas famílias”, explicou.

Dados da associação

Conforme o Atlas Violência 2018, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, dos 22.918 casos de estupro apurados em 2016, 10,3% foram contra pessoa com deficiência.

Em Roraima, segundo o levantamento feito pela própria associação, das 15.800 pessoas com deficiência atendidas pela entidade entre os anos de 2015 e 2021, 400 já sofreram algum tipo de violência.

Ainda conforme a pesquisa, de 2015 a 2020, somente por aliciamento foram mais de 2,2 mil registros, a maioria, entre pessoas de 10 a 19 anos, e com deficiência mental.

Canais de denúncia

Casos de abuso e exploração sexual de pessoas com deficiência podem ser denunciados na Delegacia de Proteção da Pessoa com Deficiência e Idoso, especializada no atendimento e registro desse tipo de crime.

A delegacia fica na rua Lindolfo Bernardo Coutinho, n°1451, Tancredo Neves, zona Oeste de Boa Vista. Os atendimentos são feitos das 7h30 às 19h30.

Além disso, denúncias podem ser feitas por meio do Disque 100 ou ainda pelo site da Polícia Civil de Roraima (PCRR).

Também é possível fazer denúncias em conselhos tutelares e no Ministério Público de Roraima (MPRR), que tem uma promotoria própria para pessoa com deficiência.

Os Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), além da própria “Anjos de Luz”, por meio do telefone (95) 99122-4796, também recebem denúncias.

Por Redação

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x