Bancos são multados em R$ 300 mil por aglomerações em agências

Gerentes regionais no estado têm o prazo de cinco dias para cumprir medidas

Bancos são multados em R$ 300 mil por aglomerações em agências
Depois de anunciado o auxílio emergencial, milhares de pessoas se dirigiram às agências bancárias, o que causou aglomeração – Foto: Divulgação

Os bancos do Bradesco e do Brasil foram condenados nessa terça-feira (27) a pagar cada um multa de R$ 300 mil por descumprirem liminar que obriga as instituições a adotarem medidas para evitar aglomerações nas agências de Roraima.

A sentença também intima os gerentes regionais das duas instituições bancárias no estado para que, no prazo de cinco dias, cumpram as medidas.

Gerentes receberão multa de R$ 2 mil por dia, caso não cumpram a liminar. Além disso, a Justiça também vai fechar as agências onde houve aglomerações até comprovação de regularização.

Ação Civil Pública

O Ministério Público de Roraima (MPRR) ajuizou a ação civil pública contra as instituições financeiras no dia 15 de abril do ano passado. A Justiça proferiu a decisão liminar que atendeu parcialmente ao pedido do órgão no dia 22 de abril de 2020.

Conforme o MPRR, à época, ficou evidenciado que,  depois de anunciado o auxílio emergencial concedido pelo Governo Federal, milhares de favorecidos se dirigiram às agências bancárias em busca do benefício, o que provocou aglomeração.

Além do mais, segundo o órgão, as pessoas não seguiam as recomendações de distanciamento individual de dois metros e não usavam máscaras.

Para o promotor de justiça, Adriano Ávila, mesmo após a decisão liminar, o problema persiste e os bancos não adotaram nenhuma medida para evitar.

“É de se observar que, mesmo quando existem filas para acesso, o distanciamento mínimo entre as pessoas não é observado. Destaca-se, ainda, que não há cuidado das instituições em promover a organização das pessoas com o fim de resguardar o distanciamento”, destacou o promotor.

Fonte: Da Redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x