Bebê de oito meses ganha título de ‘prefeita de Boa Vista’

Título foi entregue durante aniversário de oito anos do Programa Família que Acolhe

Bebê de oito meses ganha título de ‘prefeita de Boa Vista’
Mãe e bebê beneficiados no Programa Família que Acolhe – Foto: Divulgação/PMBV

A pequena Maria Liz, de oito meses de idade, foi escolhida como a primeira “Bebê Prefeita” de Boa Vista e ganhou a chave da capital.

O título foi entregue ontem (24) pelo prefeito Arthur Henrique (MDB), durante evento em comemoração ao aniversário de oito anos do programa Família que Acolhe (FQA).

Conforme a Prefeitura, Maria Liz representa mais de 6 mil crianças que fazem parte do programa de desenvolvimento infantil.

A competição para escolha do “Bebê Prefeito” foi uma sugestão do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Além disso, a ação faz parte da “Semana do Bebê” realizada pela primeira vez em Boa Vista.

Nesse sentido, para a escolha da criança, a Prefeitura considerou alguns critérios, como:

  • A participação da mãe em sete consultas de pré-natal;
  • Ter nascido de parto normal;
  • Ter sido amamentada exclusivamente até os seis meses de vida;
  • Estar com o cartão vacinal em dia.

De acordo com a mãe de Maria Liz, Fabiana Araújo, de 24 anos, a escolha da filha representa um momento de orgulho e felicidade.

“Por isso é importante cuidar bem do seu bebê, manter as vacinas em dia, a amamentação exclusiva, o parto natural. Todo esse cuidado que eu tive olha onde chegamos”, disse a mãe.

Aniversário FQA

A escolha do “Bebê Prefeito” ocorreu durante as festividades que marcam o oitavo aniversário do FQA. A ex-prefeita Teresa Surita implantou o programa em 2013.

De acordo com o prefeito Arthur Henrique, durante estes oitos anos, a gestão se empenhou para estimular as crianças de Boa Vista.

“Foi uma semana de conscientização para mostrarmos às pessoas a importância do desenvolvimento infantil nessa fase que é a mais importante do ser humano”, disse.

Assim, desde a criação do FQA, a Prefeitura acompanhou 22.900 gestações em Boa Vista. Atualmente, com atividades nos Centros de Referência e Assistência Social (Cras), o programa tem 6.600 beneficiárias ativas.

Desse modo, as mães contam com a Universidade do Bebê, consultas médicas, entrega de enxovais, leite para crianças, vacina, farmácia, puericultura, planejamento familiar e vaga garantida em creches.

“Hoje o FQA está chegando mais perto ainda das pessoas, um programa que evolui bastante. Assim o trabalho da prefeitura com as crianças acontece o ano todo, por toda cidade simultaneamente, na própria sede do FQA, nos Cras, nas UBS, nas escolas, garantindo o desenvolvimento integral das crianças”, destacou o prefeito Arthur Henrique.

Por Redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x