Campo em Hortifrúti: 2º dia de evento leva conhecimento ao pequeno agricultor em Boa Vista

Produtores contam com palestras, ministradas por profissionais renomados. Programação também inclui apresentação de culturas e tecnologias disponíveis para a produção de hortifrúti na capital

Campo em Hortifrúti: 2º dia de evento leva conhecimento ao pequeno agricultor em Boa Vista
Foto: Divulgação PMBV

Com foco na capacitação do pequeno agricultor, a Prefeitura de Boa Vista iniciou nesta sexta-feira, (22) o 2° Dia de Campo em Hortifrúti, evento que se estende até este sábado, (23) no Centro de Difusão Tecnológica (CDT), região do Bom Intento.

Mais de 750 se inscreveram, entre produtores rurais, estudantes e profissionais do campo, número que aumentou de forma expressiva em relação ao ano passado.

Durante o evento, os produtores contam com três palestras, ministradas por profissionais renomados: Tecnologia de cultivo de tubérculos, beterraba e cebolaTecnologia de Nutrição de plantas via Fertirrigação e Controle de pragas e doenças com defensivos biológicos.

Assim, a programação também inclui apresentação de culturas e tecnologias disponíveis para a produção de hortifrúti (HF) no município, além de amostras de beterraba com uma variedade e feijão-de-corda.

Criação de novos polos produtivos de Hortifrúti

De acordo com o secretário Guilherme Adjuto, da Secretaria Municipal de Agricultura e Assuntos Indígenas (SMAAI), o evento traz significativas contribuições. Principalmente para as famílias que vivem da agricultura familiar, abrindo possibilidades para o cultivo de hortifrútis que, em sua grande maioria, vêm de fora do estado.

“É um evento voltado aos produtores de HF, que têm a oportunidade de conhecer de perto novas tecnologias e cultivares para potencializarem sua produtividade. Oferecer essa capacitação, principalmente aos pequenos agricultores, é um verdadeiro incentivo para criação de novos polos produtivos para cenoura, beterraba e cebola de cabeça, por exemplo, e mostra que é possível fazermos esse cultivo em Boa Vista”, disse.

Mais conhecimento aos pequenos agricultores

Os participantes também puderam conferir outras amostras produzidas no CDT, incluindo melancia, cenoura, abobrinha italiana, tomate, pepino e alface. Alcilene Silva é produtora no PA Nova Amazônia, na região do Truaru. Presidente de uma cooperativa de mulheres, ela destacou a importância do incentivo da prefeitura na produção local.

“Hoje, a maioria dos associados produzem pelo incentivo da prefeitura e, sabemos que sem esse apoio, seria impossível produzir. Isso porque os insumos aumentaram muito. Fomos contemplados com um kit de irrigação, que neste ano, literalmente, salvou a lavoura da maioria dos produtores do assentamento e das áreas indígenas. É um evento que nos incentiva a arriscar outras culturas e expandir a agricultura familiar em Boa Vista”, explicou.

Oportunidade de maior rentabilidade na produção

Eliane Korinivski tem como foco a produção de melancia na região do Murupu. Ela contou que graças ao apoio da prefeitura, que ocorre desde 2019, saltou de 1 hectare plantado para 7. Segundo ela, o evento é símbolo de inovação e uma oportunidade de tornar o estado mais autônomo na produção de HF.

“A gente observa que cenoura, beterraba, batata e repolho vêm de fora. Todos podem ter cultivo aqui na região. Oferecer esses conhecimentos, para nós, agregará um valor muito importante para a agricultura familiar. Já que existe uma demanda muito grande para esse nicho de mercado”, disse.

Por fim, o engenheiro-agrônomo Gustavo Fonseca é representante da empresa Yara e levou para o evento a palestra sobre tecnologia de Fertirrigação. “Para nós, estar num evento como esse, com pequenos produtores, é muito satisfatório. A ideia é que eles consigam aplicar os conhecimentos adquiridos aqui no seu dia a dia, melhorando e desenvolvendo sua produção”, falou.

Fonte: Da Redação

0
Would love your thoughts, please comment.x