Com apoio da AME BV, mulheres recebem incentivo para empreender

Em três anos, a AME já financiou mais de R$ 4,175 milhões em linhas de crédito para impulsionar os negócios de microempreendedores da capital

Com apoio da AME BV, mulheres recebem incentivo para empreender
Foto: Divulgação PMBV

Com apoio da Agência Municipal de Empreendedorismo e Fomento (AME BV) mulheres recebem apoio para empreender na capital.

Melhorar de vida sempre foi a meta da Juliane Camelo. Com três filhos pequenos para criar, ela viu a oportunidade de fazer enfeites de parede na casa da mãe, onde nasceu seu primeiro negócio: “A Menina dos Vasos”. Não demorou para ela começar a vender plantas, enfeites de jardim, vasos e terra preparada.


Em seguida abriu a empresa no bairro Santa Teresa, Zona Oeste de Boa Vista, para aumentar o alcance do trabalho. Hoje, o negócio ajuda sustentar cinco famílias. “Nós trabalhamos com tudo que agrega à jardinagem como aplicação e plantação de grama. Com o aumento da demanda, tive que contratar mais pessoas. Atualmente, cinco profissionais me ajudam na loja”, explicou Júlia.

O primeiro contato com a Agência Municipal de Empreendedorismo e Fomento (AME BV) foi em 2023, quando solicitou a linha de crédito no valor de R$ 3 mil. Depois, conheceu as iniciativas da agência que têm o objetivo de inspirar e auxiliar os empreendedores a planejar melhor seus passos.


“Eu investi o recurso em materiais para pintura entre eles pinceis, tintas e lixas para dar acabamento nos enfeites de jardim. Além disso, inovamos nas peças da loja. Obtive muito conhecimento com a equipe”. E Juliane não quer parar por aí. “A longo prazo, queremos aumentar o estoque e a variedade de produtos”, afirmou a empreendedora.


O protagonismo das mulheres em números


Em três anos, a AME já financiou mais de R$ 4,175 milhões em linhas de crédito para impulsionar os negócios de microempreendedores da capital. Atualmente, 1.173 pessoas já foram atendidas na agência e tiveram apoio da prefeitura para impulsionar os seus negócios. Destes, 70% são mulheres empreendedoras formais e informais que receberam a linha de crédito no valor de R$ 3 mil.

“A AME é uma política pública para o desenvolvimento de Boa Vista por meio do empreendedorismo. Ela existe para ajudar os empreendedores a avançar naquilo que acreditam ser o seu nicho de mercado. Uma das formas de auxílio ao empreendedor é o microcrédito. Hoje o nosso público é majoritariamente feminino e queremos dar mais oportunidades a elas. Por isso, criamos uma linha de crédito exclusiva para mulheres visando impulsioná-las no comércio local”, contou Luciana Surita, diretora Presidente da AME.


Entretanto, mais que um valor financeiro, a agência também acompanha, capacita e procura oferecer oportunidades de negócio. Nesse contexto, envolve os empreendedores nos eventos da Prefeitura de Boa Vista como o Boa Vista Junina, Mormaço Cultural, Carnaval, dentre outros.


No mercado com estilo


Ter o próprio negócio também era o sonho de Franciele Lins, desde os 14 anos de idade, mas que foi resgatado em 2020, quando criou a “Fran Lins Modas”, sua loja virtual. Ela investiu pouco mais de R$ 600 nas primeiras peças de roupa para a revenda. Começar do zero e com poucos recursos não foi fácil. Empreender trouxe benefícios como renda familiar e acompanhar o crescimento do primeiro filho de perto.

“Passei a utilizar o Instagram como principal meio de divulgação no conforto de casa. Percebi que o sonho da menina aos poucos estava ganhando forma, conquistando e fidelizando clientes”, disse.

Por fim, o financiamento da AME foi um divisor de águas em sua vida. “Me lembro como se fosse hoje, quando foi creditado o valor. Eu já estava com um estoque baixo. Após o investimento nas peças, as vendas alavancaram. Sou muito grata por poder viver tudo isso acompanhando o desenvolvimento do meu bebê”, contou empreendedora Franciele Lins.

Fonte: Da Redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x