Equipes de destaque em evento da Nasa recebem troféus em Boa Vista

Evento ocorreu em outubro na capital; grupos desenvolveram em apenas 48h, soluções criativas diante dos desafios propostos

Equipes de destaque em evento da Nasa recebem troféus em Boa Vista
Foto: Divulgação PMBV

Representantes das cinco equipes de Boa Vista que se destacaram no Nasa Space App Challenge, promovido em outubro em várias partes do mundo, foram premiadas nesta sexta-feira, 22, no Centro de Ciência, Tecnologia e Inovação (CCTI). Na capital, o evento ocorreu pela primeira vez e contou com a participação de mais de 400 pessoas, entre presencial e virtual.

Assim, as equipes que mais se destacaram: InWater e Samba Splash, na categoria Global Nominees (geral), Space and Travel, indicados como People Choice (escolha popular), além da Techblaze e Patrulha Eureka que receberam menção honrosa. A premiação marcou ainda, o encerramento das atividades de 2023 no CCTI.

Boa Vista foi destaque em número de inscritos

De acordo com o secretário de Tecnologia e Inovação, Antonio Celso, os participantes receberam troféus como forma de reconhecer o esforço de cada equipe. Eles desenvolveram em apenas 48h, soluções criativas diante dos desafios propostos durante o evento.

“Para nós foi motivo de muito orgulho a participação de Boa Vista no evento e não poderíamos deixar de reconhecer o esforço e dedicação de cada um deles. Um dos diferenciais da nossa cidade foi a participação das crianças, mostrando que somos a capital da primeira infância não é por acaso. Ficamos entre os 10 municípios do Brasil com o maior número de inscritos”, afirmou o secretário.

Daniel Takaki, um dos coordenadores nacionais do evento, reforçou que Boa Vista foi destaque em participação, permitindo o apoio de mentores de alta qualidade de várias partes do Brasil (RS, SC, SP, AM), o que auxiliou no bom desempenho das equipes.

“Boa Vista surpreendeu muita gente. A visão do prefeito Arthur Henrique em investir em tecnologia e inovação foi fundamental para o sucesso desse evento. Conseguimos patrocinadores na iniciativa privada (FIA ProInfo e Amazonia Telecom) que, junto com o apoio da prefeitura, através da AME, SMTI e a cessão do espaço do CCTI, viabilizaram a realização. Temos muita esperança que a capital vai produzir um ‘campeão das galáxias’ muito em breve. Não apenas pela qualidade técnica dos participantes, mas também pelo empenho e visão de suas lideranças municipais”, disse.

Entenda um pouco mais

Dessa forma, este ano, o evento contou com apoio de 11 agências espaciais globais, incluindo a Agência Espacial Brasileira (AEB). A iniciativa se destaca como o maior Hackathon do mundo. O termo é a junção das palavras inglesas “hack” (programar de forma excepcional) e “marathon” (maratona).

As equipes tiveram 48h para enviar um vídeo para a Nasa com a apresentação de um problema e a solução, que encontraram após o trabalho com os mentores. Logo, objetivo do Hackathon é mostrar então para a população que todos podem contribuir para a preservação do planeta Terra e o futuro da humanidade.

Criançada antenada

Por fim, Samuel Amorim, de 11 anos, integrante da equipe Patrulha Eureka, curtiu muito a experiência. “Achei bacana. Fizemos um projeto de eclipse e foi muito legal. Aprendemos muito!

Fonte: Da Redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x