General Schwingel assume Operação Acolhida em Roraima

Militar deve exercer, ao mesmo tempo, a função de Secretário-Executivo de Coordenação de Ações de Assistência Emergencial

General Schwingel assume Operação Acolhida em Roraima
General Schwingel foi exonerado do cargo de 2º Subchefe do Estado-Maior do Exército – Foto: Divulgação/Exército

O General de Divisão Combatente Sérgio Schwingel assume no próximo sábado (31) o comando da Operação Acolhida em Roraima e Amazonas.

A medida está publicada do Diário Oficial da União (DOU) de hoje, assinada pelo ministro da Defesa, Braga Netto.

Conforme o documento, o militar deve exercer, ao mesmo tempo, a função de Secretário-Executivo de Coordenação de Ações de Assistência Emergencial.

O general Schwingel assume as ações de acolhimento exercidas pelo general Antonio Manoel Barros, que comandava a operação desde 17 de janeiro de 2020.

Este é o terceiro militar a exercer a função. O general Eduardo Pazuello foi o primeiro nomeado, em fevereiro de 2018, quando a Acolhida foi criada.

As ações humanitárias são em benefício dos venezuelanos, que deixam o país vizinho devido à crise política e econômica. Mais de 5 milhões buscaram refúgio em outros países.

Atualmente existem 7.944 imigrantes atendidos nos 14 abrigos montados em Roraima. Os dados são da Agência da ONU para Refugiados (Acnur).

Exoneração

Ontem, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) exonerou Schwingel do cargo de 2º Subchefe do Estado-Maior do Exército, devido à “necessidade do serviço”.

Schwingel passa à situação de adido ao Comando Militar da Amazônia, também a partir do dia 31 deste mês.

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x