Grito dos Excluídos ocorre amanhã em Boa Vista

Ato inicia às 7h30 na Praça Fábio Marcos Paracat, Centro de Boa Vista, com tema ‘Vida em Primeiro Lugar’

Grito dos Excluídos ocorre amanhã em Boa Vista
Protesto ocorre todos os anos em Roraima – Foto: Reprodução/Instagram/Levante Roraima

A 27 ª edição do Grito dos Excluídos de Roraima ocorre amanhã (7), no feriado do Dia da Independência do Brasil.

O ato inicia às 7h30 na Praça Fábio Marcos Paracat, no Centro de Boa Vista. Neste ano, o tema é: “Vida em Primeiro Lugar”.

Além disso, o protesto tem como lema: “A luta por participação popular, saúde, comida, moradia, trabalho e renda já!”.

“Queremos ecoar as vozes dos movimentos sociais, dos trabalhadores, dos pobres, dos excluídos e das excluídas da sociedade”, diz o coordenador do ato, Danilo Bezerra.

Pandemia no Grito dos Excluídos

De acordo com ele, a manifestação vai focar na luta por diversas frentes, entre elas as mais de 584 mil mortes pela Covid-19 no Brasil.

“Num país em que temos o melhor Sistema Único de Saúde [SUS] do mundo, que é referência em vacinação, começamos muito tarde [a campanha], muitas vidas perdidas”, fala.

O Grito dos Excluídos vai se posicionar contra o tratamento dado aos moradores de rua e a cultura do ódio que ataca os direitos de mulheres, LGBTQIA+, negros, e pessoas com deficiência.

“Queremos lutar por vacina no braço, por comida no prato. Não podemos aceitar que o Brasil se encontre no mapa da fome. Queremos lutar por emprego, renda, terra, teto trabalho, vida digna para todos”, diz Danilo.

Contudo, para participar do ato os interessados precisam seguir as orientações sanitárias, bem como evitar conflitos com grupos de oposição.

Confira a lita:

  • manter o distanciamento social e o uso de máscaras e álcool gel;
  • ter água suficiente para se hidratar durante os atos;
  • não responder às provocações de grupos opositores;
  • estar sempre em grupos, sobretudo, na chegada e saída do ato;
  • evitar o confronto e manter o foco no tema;
  • pensar e organizar a segurança durante as atividades;
  • em caso de ação policial, manter a passividade;
  • em casos de violência, filmar ou fotografar o ocorrido.

Por Redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x