Há dias sem água, moradores do bairro Santa Luzia relatam transtornos para realizar serviços domésticos

Uma das moradoras está há quatro meses sem água, mas apesar de não receber o serviço, a conta chega a mais de R$ 800

Há dias sem água, moradores do bairro Santa Luzia relatam transtornos para realizar serviços domésticos
Companhia de Água e Esgotos de Roraima (Caer) – Foto: Gabriel Cavalcante/Roraima em Tempo

Moradores do bairro Santa Luzia, zona Oeste de Boa Vista, enfrentam há dias um problema em comum: a falta de água. Por conta do problema, atividades simples como lavar a louça, tomar banho e até beber água, ficaram prejudicadas.

A dona Maria Irene está há 4 meses com o problema. Apesar de não receber o serviço, a conta sempre chega. A cobrança na casa da mulher, mesmo sem a água, já foi de mais de R$ 800.

“Eu tinha uma dívida na Caer e fui lá. Cheguei lá, fiz um acordo e fui pagando direitinho. Mas sabe quanto está vindo a minha conta de água? 759 reais! Agora como é que eu posso pagar uma conta dessa e não tenho uma gota de água nas torneiras? Eu tenho uma [conta] aqui de 869 [reais] e a outra de 759 [reais] que chegou ante ontem. Já tem quatro meses que eu levanto quatro horas da manhã para encher balde, para encher garrafa”, relatou a mulher.

Baixa pressão

Um outro morador, que preferiu não se identificar, também vive esse mesmo problema desde o dia 2 de fevereiro. A pressão da água aumenta somente durante a madrugada, e é quando ele consegue fazer algumas tarefa do dia-a-dia.

“De madrugada eu ligo a máquina para poder lavar a roupa. Quando tem água na torneira, porque eu compro água mineral, então tem momentos que eu sequei o vasilhame, aquele galão de 20 litros, eu sequei utilizando para as atividades domésticas, inclusive para dar banho na minha filha”, contou.

O homem chegou a entrar em contato com a Companhia de Água e Esgotos de Roraima (Caer), mas até o momento, o problema não foi solucionado.

Na semana passada, a empresa iniciou perfuração de poços artesianos na capital e interior de Roraima. Em monitoramento, a Caer identificou baixa pressão em alguns bairros. Além disso, a estatal destacou que está “sensível a este situação e comprometida em buscar solução para os problemas relatados pelos usuários”.

Fonte: Rádio 93 FM

0
Would love your thoughts, please comment.x