Sem água há mais de uma semana, moradores da Vila São José, no Cantá, relatam dificuldades: ‘sofrimento’

Problema é recorrente no local e outras denúncias cobrando soluções da Caer foram feitas. Moradora precisa buscar água na casa de parentes distantes para fazer as atividades básicas e diárias

Sem água há mais de uma semana, moradores da Vila São José, no Cantá, relatam dificuldades: ‘sofrimento’
Foto: Roraima em Tempo/Arquivo

Moradores da Vila São José, no município do Cantá, denunciaram nesta segunda-feira (11) ao Roraima em Tempo, a falta de água na região. Eles informam que o problema já dura a mais de uma semana.

De acordo com uma das moradoras, que não quis se identificar, para realizar as necessidades básicas ela precisa se deslocar cerca de um quilômetro até a casa da irmã. Com baldes e garrafas de água, a moradora tenta se manter.

“A gente continua aqui sem água. Para a gente beber água, lavar louça, temos que carregar. Eu estou pegando água da casa da minha irmã, que é quase um quilômetro. A gente carrega na moto, no saco e nas garrafas”, disse.

Além disso, ela ressalta que o problema já recorrente na região e que quando a equipe da Companhia de Águas e Esgotos de Roraima (Caer) arruma, passa uns dias e a falta de água ocorre novamente.

“Sempre ficamos nessa mesma situação. Passa um dia, eles ajeitam e depois acaba de novo. Aí ficamos uma semana nesse sofrimento. Todo mundo precisa dessa água da vila, que é abastecida pela Caer, mas esse água não chega”, destacou.

Outras denuncias da Vila São José

Em março do ano passado, os moradores já haviam relatado sobre a frequente falta de água na Vila São José. Na oportunidade, a denunciante Socorro Brandão, relatou os transtornos diários que ela enfrenta.

“Não temos água aqui, mas a conta começou a vir agora. A água não sobe na caixa. Não enche nem uma caixa de 500L. E só quem tem água encanada é 30% da população. 70% usa água de seus poços porque não tem na tubulação. Esse poço da Caer não atende a população”, disse.

Na época, por meio de nota, a Caer havia informado que uma equipe iria se deslocar ao local para realizar a manutenção e que o abastecimento voltaria a funcionar em sua potência máxima. No entanto, após quase um ano, a população continua relatando o mesmo problema.

Citada

O Roraima em Tempo entrou em contato com a Caer. Por meio de nota, disse que enviou uma equipe técnica da empresa no sábado, (9) para realizar a manutenção de emergência na parte elétrica do poço artesiano. Por fim, disse que a vila apresentou problema na baixa pressão na rede de distribuição de água em um dos poços e que serviço de manutenção já foi concluído no mesmo dia.

Fonte: Da Redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x