Prefeitura de Mucajaí denuncia contaminação de igarapé pela Caer

Poluição do igarapé pode causar doenças na população

Prefeitura de Mucajaí denuncia contaminação de igarapé pela Caer
Prefeitura de Mucajaí afirma que substâncias das lagoas de estabilização estão sendo despejadas no igarapé – Reprodução/TV Imperial

A Prefeitura de Mucajaí denunciou a contaminação de um dos igarapés do município devido à irregularidade no processo de tratamento da água, feito pela Companhia de Águas e Esgotos de Roraima (Caer).

De acordo com informações da prefeitura, substâncias das lagoas de estabilização estão sendo despejadas no igarapé. Com isso, a água ficou turva.

Em entrevista à TV Imperial, a secretária municipal de Meio Ambiente, Luzinete Mesquita, explicou o processo.

“O que ocorre é um processo de antropização do igarapé que aumenta a massa de matéria orgânica e o igarapé não é um corpo suficiente para diluir essa água. Então a gente observa que existe a falta de oxigênio, que traz muito prejuízo”, destaca.

Segundo a secretária, a poluição do igarapé pode causar doenças na população, pois além das substâncias despejadas pela Caer, o rio Mucajaí sofre com a contaminação por mercúrio, trazida pelo garimpo ilegal.

“Estamos em um efeito cascata. Temos a concentração de mercúrio, as impurezas vindas destes processos ao longo do rio. Como resultado, teremos uma grande população com problemas de câncer e Mucajaí fica dentro dessa estimativa para o futuro” argumenta.

Conforme Luzinete, a prefeitura já enviou ofícios sobre o caso para a Caer. No entanto, ainda aguarda retorno sobre a possível contaminação do igarapé.

“Eles precisam nos apresentar, pelo menos a cada seis meses, um laudo técnico nos informando a qualidade da água. Nossa comunidade utiliza essa água, tanto para pesca, como para banho e até para fazer uso doméstico. Estamos com o igarapé comprometido”, relata.

Citada

A Caerr informou em nota que já enviou técnicos da empresa ao município para coletar amostra da água e encaminhar para a análise.  

“A Companhia de Águas e Esgotos de Roraima informa que uma equipe de técnicos da empresa esteve no município de Mucajaí realizando a coleta de amostra da água para análise e emitir um diagnóstico. O laudo tem prazo de cinco dias para ser concluído”, comunica.

Colaboração TV Imperial e Rádio 93 FM

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x