Obra de drenagem no Tancredo Neves visa eliminar alagamentos em torno da praça Mané Garrincha

Serviços realizados pela prefeitura contemplam um trecho de 750 metros, interligando o sistema de drenagem das ruas Lourival Silva, Moacir da Silva Mota e avenida São Sebastião

Obra de drenagem no Tancredo Neves visa eliminar alagamentos em torno da praça Mané Garrincha
Foto: Jonathas Oliveira/Semuc/PMBV

Quando grandes volumes de chuvas forem registrados em Boa Vista, em breve, a rotina de moradores do bairro Tancredo Neves não será mais afetada. A prefeitura iniciou esta semana, a obra de readequação do sistema de drenagem do local. Um trecho de 750 metros que compreende as ruas Lourival Silva, Moacir da Silva Mota e avenida São Sebastião receberá intervenções que vão resultar na eliminação de antigos pontos de alagamento.

Na primeira fase, os trabalhos ocorrem na avenida São Sebastião. Serão instaladas na rede já existente, manilhas de 1.200mm. Os novos equipamentos são capazes de capturar com mais eficiência a água das chuvas e, por isso, vão melhorar a vazão nas ruas Lourival Silva e Moacir da Silva Mota, que ficam no entorno da praça Mané Garrincha, acabando com o acúmulo de água que ocorre no lugar.

Previsão para conclusão é de 60 dias

Enquanto as adequações estiverem em andamento, ambos os locais ficarão parcialmente interditados. Após terminar a obra na avenida São Sebastião, as demais ruas terão a nova estrutura interligada a antiga, que do mesmo modo, também receberá novas manilhas para agilizar o escoamento. A previsão é que tudo seja concluído em até 60 dias, conforme o secretário adjunto de Serviços Públicos, Lindonir Barreto.

“Vamos fazer essa obra em três etapas, por ser um trecho longo. Estamos com uma grande equipe comprometida com esse serviço para que possamos terminar o quanto antes, quem sabe até em menos de 60 dias, dependendo das chuvas. Sabemos dos transtornos que as pessoas que moram ou tem empreendimentos nessa região enfrentam toda vez que chega esse período e nosso intuito é solucionar de vez esse problema”, ressaltou.

Pra quem vivencia isso todo inverno, como a dona Júlia Batista, a sensação é de alívio. Ela que é dona de um restaurante, já foi prejudicada pelo alagamento. “Esse problema não é de hoje. É horrível para quem mora aqui e para nós que temos restaurante. Não tem cliente que venha, pois a água cobre parte da praça e as vezes entra nos estabelecimentos. É muito bom ver que o prefeito tem olhado pelas pessoas daqui e esperamos que ele continue fazendo isso”, disse a empreendedora.

Obras que transformam

Os investimentos aplicados em obras de drenagem na gestão do prefeito Arthur Henrique já beneficiaram, nos últimos três anos, mais de 150 trechos. Assim, já são cerca de 42 km de galerias subterrâneas, tornando o escoamento mais rápido. Como resultado dessas intervenções, mais de 30 pontos críticos, hoje não alagam mais. Esse número é maior do que previa o planejamento da gestão, que era de 25 pontos.

Fonte: Da Redação

0
Would love your thoughts, please comment.x