Dia “A” de Alfabetização: escolas de Boa Vista promovem programação com atividades lúdicas que incentivam a leitura e escrita

Famílias dos alunos também participam das atividades que incluíram contação de história, teatro, tertúlias, chás literários, brincadeiras, gincanas, tendas literárias, entre outros

Dia “A” de Alfabetização: escolas de Boa Vista promovem programação com atividades lúdicas que incentivam a leitura e escrita
Foto: Divulgação PMBV

Escolas de toda a rede municipal de ensino, incluindo as do campo e indígenas, promoveram nesta quarta-feira, 15, extensa programação alusiva ao Dia “A” de Alfabetização. A ação envolve não só os profissionais que atuam nas unidades escolares, mas também os familiares dos alunos.

Na Escola Municipal Raimundo Eloy Gomes, no bairro Laura Moreira, ocorreu a Olimpíada de Encantos Literários, evento que segundo a gestora da unidade, Edinar Sousa, tem como principal objetivo desenvolver atividades lúdicas visando facilitar o processo de alfabetização.

“Todas as séries estão envolvidas. Porém, os alunos do 1° e 2° ano são o grande foco, que são os anos iniciais da alfabetização. Outro ponto muito importante é a participação da família, que teve a oportunidade de confeccionar jogos que serão utilizados em sala de aula pelos próprios alunos”, disse.

Assim, a programação contou também com uma palestra direcionada aos pais, ministrada pelo juiz de Direito Titular da Primeira Vara da Infância e Juventude da comarca Boa Vista, Parima Dias Veras. O tema abordado foi “A criança enquanto sujeito de direito: a garantia da proteção integral”.

Compromisso em alfabetizar

O Dia “A” é para atender a uma das metas do Plano Municipal de Educação (PME) e ao Compromisso Criança Alfabetizada, tudo feito com base no Plano Estratégico de Alfabetização e Letramento em rede. De acordo com a secretária-adjunta de Educação e Cultura, Meiry Jane Gomes, a Prefeitura de Boa Vista não mede esforços para cumprir esse importante papel.

“Entendemos que quando as crianças são alfabetizadas, a caminhada pedagógica e de aprendizagem se torna mais fácil e efetiva. Na rede municipal, temos investido consideravelmente nesse trabalho, que já inicia nas nossas creches. Recentemente, demos início a uma capacitação voltada a profissionais da educação infantil, contemplando cerca de 550 professores e coordenadores pedagógicos”, disse.

Participação da família nas escolas

O evento incluiu a certificação para alunos e pais, mães ou responsáveis que tiveram destaque neste primeiro bimestre. A assistente social Zamina Khan é mãe do Nicollas, do 4° ano. Ela destacou a relevância em acompanhar a vida escolar do filho.

“A criança se sente mais acolhida e começa a perceber que tem todo o apoio dos pais. Então, essa é a importância de eu estar sempre caminhando junto, participando e interagindo também. Para mim, receber essa certificação é motivo de muito orgulho e valorização. Fiquei muito feliz”, disse.

Por fim, programações nas escolas incluíram práticas de leitura e escrita como: contação de história, teatro, tertúlias, chás literários, brincadeiras, gincanas, tendas literárias, exposição de textos e livros, recitais de poemas, oficinas de leitura, palestras, rodas de conversas etc.

Fonte: Da Redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x