Sobrinho do governador de RR vira réu por tráfico de drogas e posse de arma de uso restrito

O irmão do réu Fabrício de Souza Almeida, Antônio Oliverio Garcia Bispo, foi solto pela Justiça e é investigado por posse ilegal de munição. Ambos foram presos em uma operação da Polícia Civil em maio deste ano

Sobrinho do governador de RR vira réu por tráfico de drogas e posse de arma de uso restrito
Governador Antonio Denarium e o sobrinho Fabrício Almeida – Foto: Reprodução/Redes Sociais

O empresário Fabrício de Souza Almeida, flagrado com mais de 70 quilos de skunk, revólver e um fuzil, se tornou réu por tráfico de drogas e posse de arma de uso restrito. A decisão é desta quinta-feira (4), assinada pela juíza Daniela Schirato. O acusado é sobrinho do governador Antonio Denarium (PP) e foi preso pela Polícia Civil de Roraima em maio deste ano.

À época, o irmão dele, Antônio Oliverio Garcia Bispo, também foi preso. Ele foi apontado como a pessoa que guardava as armas apreendidas. Ele foi solto pela Justiça e é investigado por posse ilegal de munição.

O Ministério Público de Roraima (MPRR) ofereceu a denúncia contra Fabrício de Souza e teve como base a investigação da Polícia Civil.

A operação

Fabrício de Souza Almeida e Antonio Oliverio Garcia Bispo foram presos durante uma operação da Polícia Civil no dia 23 de maio. Na ocasião, foram apreendidos 75 quilos de skunk, droga conhecida como “supermaconha”, armas e munições.

A prisão dos sobrinhos do governador foi um desdobramento da apreensão de 70 quilos de droga em uma chácara de Boa Vista. A polícia encontrou os entorpecentes às margens do igarapé Água Boa, na zona rural da capital, após uma denúncia anônima.

Como funcionava o esquema

A investigação da Civil revelou que Fabrício atuava no tráfico de drogas em conluio com um piloto.

Ademais, a Polícia informou que os dois homens presos têm vínculo familiar com o governador. Um deles, sendo alvo de operação da Polícia Federal em 2023.

À época, o governador Antonio Denarium afirmou em nota que defende a apuração rigorosa de todos os fatos relacionados ao caso apresentado pela Polícia Civil de Roraima, dentro da legalidade.

“Caso a investigação confirme a ocorrência de crimes, o governador espera que os responsáveis sejam punidos com o rigor da Lei. O chefe do Executivo reforça ainda o compromisso inabalável com a ética, a transparência e a responsabilidade, sempre pautando o seu trabalho na honestidade e no respeito às leis, não tolerando qualquer conduta que desvie destes princípios”, diz.

Prisão dos sobrinhos de Denarium

A operação para prender os suspeitos iniciou nas primeiras horas do dia 23 de maio. Os policiais acompanharam os movimentos de Fabrício e, ao notarem uma conduta estranha, abordaram o suspeito.

Ele estava em um galpão de uma marmoraria no bairro Pintolância, zona Oeste da capital. No local, os policiais encontraram duas armas de fogo, sendo um fuzil e um revólver 3.57, e milhares de munições. Ainda no local, os agentes prenderam o irmão dele, Antônio.

Em seguida, a equipe policial foi até um depósito no bairro Caranã e, ao abrirem o local com uma chave que estava no carro de Fabrício, encontraram a droga. Outra equipe foi até o bairro Cruviana e apreendeu mais armas armazenadas em um cofre.

Após a prisão, os sobrinhos do governador foram conduzidos à Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) para receberem autuação em flagrante pelos crimes de tráfico, associação para o tráfico e posse ilegal de arma de fogo e munição.

Alvo da Polícia Federal

Fabrício Souza Almeida já foi alvo da Operação BAL da Polícia Federal (PF) em fevereiro de 2023. Em sua residência, a PF encontrou um grande número de armas, entre elas um fuzil. De acordo com informações, todas estão legalizadas. Fabrício é Colecionador, Atirados Desportivo e Caçador (CAC).

Fonte: Da Redação

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x