Tribunal de Justiça inaugura Espaço da Memória no Fórum Sobral Pinto

Interessados podem acessar o espaço de forma virtual, através do portal de Memória Virtual do Judiciário Roraimense.

Tribunal de Justiça inaugura Espaço da Memória no Fórum Sobral Pinto
No local, está exposto um acervo com documentos antigos, móveis e um museu com a história do Tribunal./Foto: Divulgação/TJRR

O Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR) inaugurou, nesta quarta-feira (4), o Espaço da Memória no prédio do Fórum Advogado Sobral Pinto, no centro de Boa Vista.

No local, está exposto um acervo com documentos antigos, móveis e um museu com a história do Tribunal.

Além disso, interessados podem acessar o espaço de forma virtual, através do portal de Memória Virtual do Judiciário Roraimense.

De acordo com o secretário geral do TJRR, Felipe Queiroz, o local é parte de uma estratégia do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Com isso, o órgão pretende incentivar a implementação de iniciativas de resgate à memória em todo o país.

“Esta ação tem um papel fundamental e relevante na cooperação de todos os entes, estabelecendo um ambiente de construção coletiva da nossa narrativa histórica. É uma oportunidade fundamental para a construção da identidade do Poder Judiciário como pacificador social, preservador de direitos sociais e guardião da cidadania”, destacou o secretário.

Queiroz afirmou ainda que o Tribunal está em processo de organização de todo o acervo. Em seguida, com a ajuda de pesquisadores e membros da sociedade, o TJRR pretende ampliar e consolidar o espaço.

“Nós temos essa semana a deliberação a respeito da nossa Política de Gestão da Memória e Gestão Documental. Nossa expectativa é que na próxima semana, nós já possamos dizer o que o Tribunal de Justiça de Roraima tem uma política de gestão da memória aprovada”, adiantou.

Evento de lançamento

O TJRR inaugurou o espaço durante a audiência pública “Centro de Memória e Cultura do Poder Judiciário do Estado de Roraima”, realizado nesta quarta-feira.

A audiência ocorreu de forma presencial no auditório do TJRR. Contudo, devido à pandemia do Covid-19 o público só pôde assistir o evento através da transmissão na internet.

Participaram da audiência representantes do Tribunais de Justiça de Santa Catarina e Alagoas e Universidade Estadual de Roraima (UERR) e Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

Além disso, o evento contou com a presença de representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) participaram do evento.

Fonte: Da Redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x