Boa Vista Junina 2024: conheça as 28 quadrilhas que prometem emocionar o público

Lindas histórias serão apresentadas na Arena Junina. Confira um ‘spoiler’ dos espetáculos

Boa Vista Junina 2024: conheça as 28 quadrilhas que prometem emocionar o público
Foto: Andrezza Mariot/Semuc/PMBV

Seguindo a tradição do ‘Maior Arraial da Amazônia‘, o Concurso de Quadrilhas Juninas é sempre uma atração à parte. Os 28 grupos das categorias Especial, Acesso e Emergente prometem vibrar o tablado e emocionar o público entre os dias 1º e 6 de Junho, na Praça Fábio Marques Paracat. O tema da 24ª edição é “O Arraial da Nossa Gente, Festa da Tradição, é Boa Vista Pra Frente”.

Lindas histórias serão apresentadas na Arena Junina. O espaço este ano será 100% coberto e com capacidade para 5 mil pessoas, serão quatro arquibancadas, uma delas com acessibilidade. O tempo para encantar o público é cronometrado e os brincantes têm de 20 a 30 minutos para “darem tudo de si”.

Dentre os espectadores, estão os jurados que, de forma técnica, avaliam as apresentações seguindo alguns critérios: animação do grupo, animador, coreografia, casal de noivos, entrada, figurino, criatividade, desenvolvimento do tema e repertório. A apuração acontece no dia 7 e o resultado das campeãs será anunciado no dia 8 de junho, encerrando a festa.

Abaixo, conheça um pouco de cada quadrilha e confira um spoiler dos espetáculos

Grupo Especial

QUADRILHA FURACÃO CAIPIRA (Presidente: Sandra Pinheiro)

Este ano, a Furacão Caipira levará ao tablado do Boa Vista Junina o tema “Fé e Devoção, és a Padroeira da Nação”, retratando o milagre da aparição de Nossa Senhora Aparecida, a Padroeira do Brasil. Os 28 casais vão mostrar a grandeza da fé e do compromisso com a religião, seja ela qual for.

A Quadrilha Furacão foi criada no dia 10 de janeiro de 2016. Surgiu através de um grupo de amigos apaixonados pelo São João, que se uniram para brincarem nos arraiais do município de Caracaraí.

XAMEGO NA ROÇA (Presidente: Hainá S. Moura)

Com o tema “O canto forte ecoou”, a quadrilha fará uma homenagem a Joemir Guimarães, músico, cantor, compositor e produtor cultural. Será uma apresentação com lindas coreografias, trajes coloridos, efeitos especiais e um cenário interativo. Os 30 casais prometem um grande espetáculo e emocionar o público do Maior Arraial da Amazônia. A Xamego tem 32 anos de história, foi criada no dia 10 de maio de 1992, no município de Mucajaí.

ESCOLA FORROZÃO (Presidente: Katiciane Colares)

Com o tema “No meu São João a tradição é dançar de chitão”, o grupo vai levar ao público do Boa Vista Junina a importância de valorizar a tradição e seus principais elementos juninos. Os 29 casais se empenharam para mostrar muita alegria, animação e grandes surpresas no tablado.

A Escola Forrozão surgiu em 2006, a partir de um grupo de pessoas que saíram de  outra quadrilha e resolveram fundar uma diferente e que atendesse às expectativas de seus brincantes.

QUADRILHA AGITAÇÃO (Presidente: Eduarda Vitória F. de Oliveira)

Com o tema “Jornada Nordestina: Onde as águas se encontram!”, o grupo vai retratar amigração nordestina e emocionar com uma linda história de amor, que precisou superar uma viagem inusitada cheia de empecilhos. A temática faz referência aos nordestinos que escolheram o Norte pra chamar de casa. Seráum espetáculo cheio de aventuras e descobertas, além de valorização dos bens naturais do estado.

A Agitação vem com uma longa história de mais de 15 anos de São João roraimense. Este ano, 49 casais sobem ao tablado para dar vida aos personagens e viver grandes emoções.

GRUPO FOLCLÓRICO CORAÇÃO CAIPIRA (Presidente: Fransheul A. de Almeida)

Com o tema “A Fábula”, o grupo vai abordar o romance de um lobisomen e uma bruxa que não aceitam suas maldições. Porém, o destino reserva algo inesperado e um final feliz aguarda os dois. O tema irar proporcionar uma grande ópera junina, de encantos e magias e muito suspense no tablado. Os 31 casais darão vida aos seres místicos e personagens neste espetáculo.

Ao longo de seus 19 anos de estrada, a Coração Caipira é tetra campeã do Boa Vista Junina. Ganhou também diversos títulos individuais, dentre eles, como melhores nos quesitos Casal de Noivos, Padre, Animador, Figurino, Música e Quadrilha Simpatia.

QUADRILHA GARRANXÊ (Presidente: Karina dos S. Ferreira)

Com o tema “O Pulsar da Fé”, a Garranxê vai retratar a emocionante história de luta, fé, amor e superação do casal integrante Kedson Lira e Cielly Mangabeira. Em meio à pandemia, Kedson pegou covid e seu problema no coração se tornou um dos mais graves do Brasil na época. Graças ao poder da fé de sua esposa Cielly, ele recebeu um novo coração e hoje é considerado o único transplantado de Roraima.

É com essa história que os 43 casais pretendem emocionar o público. E através da cultura, a Garranxê segue o propósito de propagar informação sobre a causa para conscientizar pessoas e salvar vidas. Sempre destacando o poder da fé, da oração e os milagres na vida daqueles que creem.

QUADRILHA AMOR CAIPIRA (Presidente: Gabriel Mangabeira)

O grupo junino levará ao tablado o tema “Vem dançar, Cantar e se Apaixonar com o Cordel da Amor Caipira no Arraiá”. Para os brincantes, a Literatura de Cordel tem detalhes mágicos e é isso que querem passar para o público. Eles prometem inovar na interpretação de contos nordestinos, levando elementos cenográficos que vão encantar quem estiver na arena junina.

Fundada em 2005, este ano a Amor Caipira sobe no tablado com 43 casais. A expectativa está alta e os brincantes estão com uma energia positiva para o arraial: a confiança.

QUADRILHA EITA JUNINO (Presidente: Jhonathas Vaz)

Encerrando um ciclo com “chave de ouro”, o tema do grupo será “A Despedida: Festa, Adeus e Recomeço”. No tablado, será contada a história do casal de noivos, Larissa Thuany e Miguel Oliveira. Os dois representam a quadrilha há mais de uma década e decidiram que este será o último ano assim. Eles irão retratar uma história com começo, meio e fim, seguindo um propósito: recomeço e amor pelo São João.

A Eita Junino foi fundada em 1998 e vai subir no tablado com 49 casais. Este ano, os quadrilheiros estão com o coração acelerado e prometem um grande espetáculo para os boa-vistenses.

QUADRILHA EXPLOSÃO CAIPIRA (Presidente: Ítalo Fernandes)

Com o tema “A Magia que vem da Floresta”, os brincantes planejam apresentar uma visão mais profunda, verdadeira e transcendental da Amazônia. Alegria, entusiasmo e amor vão dar lugar para a magia acontecer no tablado. Eles irão interpretar diversos personagens de pessoas reais, como os ribeirinhos e povos indígenas. O grupo promete que vai ser difícil segurar a emoção.

Serão 26 casais da Explosão Caipira no tablado. O grupo foi fundado em 2000 e desde então, os quadrilheiros se “jogam” no São João roraimense com muita garra e animação, fazendo parte da tradição.

QUADRILHA NAMORO CAIPIRA (Presidente: Dila Brito)

“Mágico Namoro em Noz” é o tema deste ano. Os brincantes afirmaram que buscam causar uma grande reflexão para quem estiver na Arena Junina do Maior Arraial da Amazônia. A história incentiva o ato de sonhar para alcançar os objetivos mais ambiciosos, usando a própria força e capacidade.

Fundada em 1996, a Namoro Caipira subirá no tablado com 24 casais. Eles estão ansiosos para fazer parte da história de mais um Boa Vista Junina. Amor e dedicação é o que mais valorizam.

QUADRILHA SINHÁ BENTA (Presidente: Uatila Carvalho)

O grupo chega com o tema “No São João da Sinhá, Mastruz Com Leite vou dançar”. Isso porque quando se fala em festa junina, não podem faltar as “pedradas” da banda. A quadrilha promete bastante animação para contagiar a galera ao som dessa lenda junina, relembrando as músicas que marcaram gerações.

A Sinhá Benta foi fundada em 2008 e irá subir no tablado com 24 casais. Com as expectativas a mil, os brincantes também afirmam que irão “fazer bonito” na Arena Junina.

QUADRILHA ZÉ MONTEIRÃO (Presidente: Davi Araújo)

Buscando inovação, o grupo escolheu o tema “Entre Lágrimas e Risos”. Os brincantes irão contar a história de Pierrot, Colombina e Arlequim chegando no São João. Esses personagens são famosos no carnaval e na Commedia Dell’Art, uma vertente popular do teatro renascentista. O grupo garante que a apresentação será tocante e bem-humorada, representando bem o tema.

Com mais de três décadas de festança junina, a Zé Monteirão foi fundada em 1989. Irão subir 32 casais no tablado. Os quadrilheiros planejam entregar mais um espetáculo contagiante para quem for assistir.

Grupo de Acesso

EVOLUÇÃO JUNINA (Presidente: Elivaldo Brasil)

Com o tema “Inclusão social, diferença não é defeito”, o grupo vai conscientizar o público sobre o preconceito às diferenças. O tema escolhido se deu por conta de mães atípicas que existem nos grupos juninos. A presença de um cadeirante e um autista no tablado vai deixar a festança ainda mais inclusiva e mostrar que ser diferente não é defeito e que podem fazer tudo que desejam. 

Será uma apresentação contagiante e cheia de emoção com a presença de 24 casais. Terá um pouco de tudo, da fé que move as pessoas, a luta das mães atípicas e das pessoas LGBTs.  

JOANINHA CAIPIRA (Presidente: Osvaldo A. Thomas)

Com o tema “No Meu São João da Liberdade, existe o Amor que supera toda dor”, a quadrilha vai dizer NÃO ao racismo, preconceito, escravidão, violência e à intolerância no Maior Arraial da Amazônia. Os 20 casais levarão uma história vivenciada por muitos negros hoje em dia. Serão abordadas questões como o preconceito ao casamento entre brancos e negros e a religião do povo negro.

A temática veio relembrar que, mesmo após 136 anos da abolição da escravidão no Brasil, ainda existem atitudes camufladas na sociedade atual. A Agremiação Folclórica Joaninha Caipira surgiu em março de 2022, por meio de um trabalho social com crianças, adolescentes, jovens e adultos, que já existe há mais de 6 anos.

IMPÉRIO SÃO VICENTE (Presidente: Simão Pedro)

Com o tema “No vento da Cruviana, Asa Branca chegou até aqui”, a quadrilha vai mostrar a grande influência do Nordeste nesse caldeirão cultural roraimense. O grupo vai unir a lenda roraimense Cruviana (a rainha dos ventos), com a força do povo nordestino representado pela Asa Branca (um pássaro). O espetáculo vai seduzir os espectadores com passos tradicionais do São João e muita alegria.

No tablado, o público verá a união do Nordeste ao extremo Norte, a Terra de Macunaíma. A Império São Vicente foi fundada em maio de 1988. Mas antes de ser quadrilha era escola de samba. Este ano, 21 casais farão uma festança na Arena Junina. 

CORAÇÃO ALEGRE (Presidente: Alcides Lima)

Com o tema “Pedaços arrancados de mim”, o grupo levará pela primeira vez um tema sobre a violência contra a mulher. A ideia é retratar essa luta e a mensagem a ser deixada no tablado será “Cada vez que uma mulher sofre uma agressão, assédio ou abuso, é como se um pedaço fosse arrancado delas e da sua autoestima”. É com essa temática que os 21 casais pretendem envolver o público do Boa Vista Junina.

A quadrilha surgiu em 2019 no município de Alto Alegre, por meio da Associação Comunitária Coração Alegre. Os sócios fundaram o grupo para envolver os jovens do município em uma atividade cultural.

MATUTA ENCANTÁ (Presidente: Andressa Barbosa)

Com o tema “De um sonho a despedida, nunca um ponto final”, a quadrilha vai levar a história real da fundadora, animadora e compositora, Renatinha Barbosa. Mesmo diante das decepções e prestes a desistir de seu sonho, encontra forças no seu grupo para continuar transformando vidas através da cultura junina. Os 16 casais vão ecoar o canto de união, superação, fé e resgate de sonhos roubados.

 O Grupo Folclórico Matuta Encantá surgiu em 2017 com o nome alusivo ao município de Cantá. Idealizado por Renata Barbosa e seus amigos, o desafio foi transcender a cultura junina no município através da arte e da dança.

ESPANTALHO JUNINO (Presidente: Rosicleia A. Costa)

Será com o tema “Numa noite de quermesse, Santo Antônio faz a festa!”, que a quadrilha vai homenagear o santo casamenteiro e voltar às origens das festas de quermesses. A Espantalho vai levar uma festança para o tablado com a celebração de um casamento, sob a benção de Santo Antônio. O que não vai faltar é emoção, oração e muita fé neste espetáculo.

A quadrilha foi fundada como Sucesso Caipira em Julho de 2005, e a partir de 2018 recebeu o nome de Espantalho Junino. Este ano, 20 casais vão abrilhantar a arena com suas histórias emocionantes, passos coreografados e suas roupas estilizadas.

QUADRILHA ARRASTA PÉ (Presidente: Juarez Pimenta)

O grupo levará o tema “O Brilho do São João”. Os brincantes vão relembrar como as festas de arraial foram diferentes em anos passados, em decorrência da pandemia. Eles buscam mostrar o entusiasmo, a alegria, multidão e a felicidade que o mês de junho proporciona às pessoas de todo o país. Será um resgate de memórias em busca de renovação.

A quadrilha foi fundada em 2004 e este ano sobe no tablado com 25 casais. Cerca de 75% dos brincantes são novos e vão buscar surpreender o público do Boa Vista Junina. O grupo faz um trabalho social no bairro Nova Cidade, inserindo os jovens da região na cultura de São João.

CORAÇÃO DE ESTUDANTE (Presidente: Adriana Alves)

Com o tema “O Choro dos Inocentes”, o grupo busca conscientizar o público sobre o cuidado e a prevenção com as crianças vítimas de violências sexuais. Enredo e dramatização são pontos que a quadrilha vai usar para captar a atenção do público. O maior objetivo é falar sobre a necessidade de atenção e cuidado que as pessoas precisam durante a infância.

Fundada em 2017, no município de Iracema, a quadrilha surgiu com o interesse em fazer parte das festas roraimenses de São João, encantados com a proposta. Este ano, sobem 17 casais no tablado, todos estão esperando ansiosamente para entregar um espetáculo.

QUADRILHA ESTRELA JUNINA (Presidente: João Almeida)

O tema do grupo é “Da água ela veio, a proteção ela trouxe: Iemanjá rainha das águas, mãe dos pescadores”. Para os brincantes, o tema carrega muita representatividade, pois nunca foi abordado no mundo junino roraimense e mostra a fé das pessoas de religiões afro-brasileiras. Com coreografias criativas e muita animação, eles vão contar a história de Iemanjá e de um pescador apaixonado por uma devota da divindade.

A quadrilha foi fundada em 2003 e, neste ano, sobem 21 casais no tablado. Os brincantes prometem que vão entrar na Arena Junina com “muita garra e sede de vitória”.

QUADRILHA FILHOS DE MACUNAIMA (Presidente: Andréa Santos)

O grupo definiu “Amor de Mãe” como tema. No tablado, os quadrilheiros irão retratar a história de Isabel, mãe de São João Batista. A proposta é fazer um espetáculo voltado para todas as mães, mas em especial para as mães que são brincantes. Segundo o grupo, será um momento muito bonito para quem for prestigiar.

Os 21 casais que vão subir no tablado estão “vibrantes”. A quadrilha foi fundada em 2012 e participa do Boa Vista Junina, mais uma vez, com o entusiasmo de sempre. Eles estão contando as horas.

QUADRILHA MACEDÃO (Presidente: Izailde Lima)

“Em noites de Luar, Macedão te chama pra dançar. Doces ou travessuras? Cê vai se arrepiar” é o tema da quadrilha este ano. Para os membros do grupo, esse é mais um tema que brinca com a imaginação do público. Eles vão mostrar personagens, como bruxa e lobisomem, se transformando em quadrilheiros nesse São João e prometem entreter os espectadores.

Serão 25 casais no tablado e todos com as melhores expectativas possíveis. O grupo foi fundado em 1997 e afirma que vai surpreender o público com muita coisa boa durante o espetáculo.

QUADRILHA TRADIÇÃO MACUXI (Presidente: Vanderson Campos)

Contando as histórias de lutas e conquistas da artista nortista, o tema será “Joelma, a Rainha do Brasil”, o grupo vai misturar o ritmo brega-pop da banda Calypso com o forró de São João. A homenagem à artista ocorre devido ao grande sucesso que marca gerações. Uma grande inspiração para a região Norte.

A Tradição Macuxi foi fundada em 1996, visando atrair os jovens do bairro Pintolândia e da região para longe de perigos sociais por meio da cultura junina. Atualmente, dentre os integrantes estão também pessoas das comunidades indígenas Súcuba e Alta Raia. Eles formam 31 casais este ano.

Grupo Emergente

CORAÇÃO DO SERTÃO (Presidente: Rafaela Silva)

A comemoração do aniversário da quadrilha será em pleno tablado do Maior Arraial da Amazônia com o tema “Coração do Sertão, 20 anos de emoção”. Em duas décadas de histórias, entre risos e lágrimas, o grupo dançou em muitos arraiais e conseguiu mostrar o seu trabalho. O público pode esperar muita animação nas coreografias e o resgate de músicas temas de anos anteriores.

O grupo foi fundado em março de 2004, em São Luiz do Anauá/RR, mas já desenvolveu atividades em Caracaraí, Boa Vista, Alto Alegre, Cantá, Comunidade da Barata, Caroebe e atualmente está sediada na Comunidade Truaru da Cabeceira. Todos os 21 brincantes são da comunidade indígena e a maioria sobe pela primeira vez no tablado.
LUAR DO SERTÃO (Presidente: Marco Antônio Rocha)

Com o tema Encantos de uma noite de São João”, o grupo vai encenar a noite mais encantadora desta época do ano com uma peça teatral diferenciada, com direto a barracas e bancos de praça. Será neste clima junino, que os 15 casais farão uma homenagem especial aos membros que já fizeram parte desta grande família.

Os brincantes prometem muita alegria e animação no Maior Arraial da Amazônia. A quadrilha tem quase 8 anos de história, foi fundada em setembro de 2016.

QUADRILHA JUNINA BEIJA-FLOR /SANFONA JUNINA (Presidente: Max Reis)

Os quadrilheiros vão fazer um espetáculo com o tema “Água Fonte da Vida”. O objetivo é levar muita coreografia estilizada e belos figurinos, mas a beleza também traz uma reflexão sobre a escassez de água causada pelo El Niño, um fenômeno atmosférico e oceânico. Além de retratar o desmatamento e as queimadas na Amazônia.

O grupo surgiu em 2001 com o nome Sanfona Junina e este ano sobe ao tablado como Junina Beija Flor. Os 20 casais estão ansiosos para apresentar o espetáculo que tanto se dedicaram para entregar ao público do Maior Arraial da Amazônia.

QUADRILHA GUERREIROS DE JORGE (Presidente: Fábio Wellington)

“Neste São João Solteiro Eu Não Fico” será o tema do grupo, uma homenagem ao Santo Antônio, conhecido como santo casamenteiro. Os quadrilheiros vão contar a história de uma mulher solteira que se apaixona na festa de São João. Quem vai unir o casal apaixonado, será o próprio Santo Antônio. O amor vai tomar conta da Arena Junina.

Ainda nova, a quadrilha foi fundada em 2018. A responsabilidade de entregar uma coreografia sincronizada e com muita animação será dos 21 casais de jovens da Comunidade Indígena Moskow, do município de Bonfim.

Fonte: Da Redação

0
Would love your thoughts, please comment.x