Um dos principais símbolos do Boa Vista Junina, ‘Maior Paçoca do Mundo’ coleciona recordes ao longo dos anos

Neste ano, prato típico será distribuído no dia 7 de junho, penúltima noite do arraial

Um dos principais símbolos do Boa Vista Junina, ‘Maior Paçoca do Mundo’ coleciona recordes ao longo dos anos
Foto: Divulgação/Semuc/PMBV

Cores vibrantes, música, quadrilhas juninas, comidas típicas e toda a animação do público boa-vistense criam a atmosfera única do Maior Arraial da Amazônia. O Boa Vista Junina chega à 24ª edição neste ano e os preparativos para a Maior Paçoca do Mundo, um dos símbolos da festa, já começaram. A distribuição do prato típico, feito à base de carne seca e farinha de mandioca, ocorrerá no dia 7 de junho, na penúltima noite do arraial, e busca bater mais um recorde.

De acordo com o prefeito Arthur Henrique (MDB), a distribuição do alimento, de origem indígena, é muito esperada pelo público do Boa Vista Junina. “Sem dúvida, a pesagem e distribuição da paçoca é um momento de alegria e união para todos nós, onde celebramos as raízes do nosso povo e valorizamos a cultura local. A paçoca se tornou patrimônio cultural e imaterial de Boa Vista e o Brasil inteiro conhece nossa comida típica. Vamos em frente na busca por mais um recorde”, disse.

Patrimônio Cultural

Em 2022, a Lei municipal n° 2.349, de autoria do vereador Bruno Perez (MDB), declarou a Maior Paçoca do Mundo como patrimônio cultural e imaterial de Boa Vista. Sancionada pelo prefeito Arthur Henrique, o ato está publicado no Diário Oficial do Município do dia 23 de novembro de 2022.

Tradição da Terra

Nos últimos anos, a Maior Paçoca tem sido distribuída para o público com banana, como é apreciada na culinária regional. Na festa, para garantir a segurança alimentar e higiene, a Prefeitura serve a comida em embalagem lacrada, respeitando assim normas e determinações da Vigilância Sanitária.

Todos os anos, a prefeitura decora um espaço especial para abrigar a iguaria típica da região ou seja, a Casa de Farinha, réplica das encontradas em áreas rurais e indígenas. O espaço contém elementos como forno, prensa, itens como panelas de alumínio e de barro, assim como da balança com guindaste para pesagem.

Marcos e Recordes

Servida pela primeira vez há nove anos, a Maior Paçoca do Mundo foi o “bolo” da festa de comemoração dos 15 anos do ‘Boa Vista Junina’, no ano de 2015. Desde então, a iguaria tem acumulado recordes. A seguir, confira os marcos alcançados:

  • 1ª edição (2015) – 500 kg
  • 2ª edição (2016) – 775 kg
  • 3ª edição (2017) – 856 Kg
  • 4ª edição (2018) – 1.023 Kg
  • 5ª edição (2019) – 1.050 Kg
  • 6ª edição (2022) – 1.131 Kg
  • 7ª edição (2023) – 1 tonelada e 264,5 kg

Fonte: Da Redação

0
Would love your thoughts, please comment.x