Tribunal de Justiça inicia mutirão de conciliação para quem tem dívidas de energia

Ação, conduzida pelo Centro Judiciário de Solução de Conflitos da Comarca de Boa Vista, ocorre entre os dias 1 a 5 de abril

Tribunal de Justiça inicia mutirão de conciliação para quem tem dívidas de energia
Negociação – Foto: TJRR

Com o objetivo de facilitar o acordo entre consumidores da empresa Roraima Energia, o Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR), por meio do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) e do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), realiza entre os dias 1º a 05 de abril, um mutirão de conciliação.

Conforme o tribunal, a expectativa é de a realização de 300 audiências de conciliação. Os clientes que estão participando do mutirão de renegociação de dívidas já foram previamente contatados pela empresa.

Os atendimentos ocorrem entre 8h e 12h30 no Cejusc. A unidade funciona no Fórum Cível Advogado Sobral Pinto, localizado na Praça do Centro Cívico em Boa Vista.  

O mediador e conciliador do Cejusc, Cristiano Oliveira, explica que o mutirão busca oferecer às pessoas a oportunidade de renegociar dívidas pendentes de maneira rápida e assertiva. E a presença de conciliadores e representantes das empresas.

“Essa semana as condições são totalmente favoráveis ao consumidor. E aqueles que não chegaram a receber uma carta convite podem entrar diretamente em contato com a Roraima Energia para verificar  se atendem aos critérios de negociação”, ressaltou o mediador.

Parceria

O gerente de negociação da Roraima Energia, Rodrigo Vasco, destacou então a importância da parceria da empresa com o TJRR. 

“A parceria do Tribunal de Justiça é extremamente importante para esses casos de negociação de dívidas. Pois a base do TJRR  acaba sendo utilizada como meio principal para essa conciliação”, destacou o gerente.

Para outras informações ou dúvidas, estão à disposição os seguintes contatos:   Cejusc – Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania, (95) 3198-4781, e-mail: [email protected].

Fonte: Da Redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x