Ação das polícias Civil e Federal apreende malas com R$ 750 mil dólares na fronteira com a Venezuela

Agentes acionaram a Polícia Federal, que registrou a ocorrência por meio da Delegacia do órgão em Pacaraima

Ação das polícias Civil e Federal apreende malas com R$ 750 mil dólares na fronteira com a Venezuela
Polícia Civil em ação na fronteira com a Venezuela – Foto: Divulgação/PCRR

Um fato atípico surpreendeu os policias civis que compõem o Grupo de Resposta Tática (GRT) da Polícia Civil de Roraima (PCRR). A situação ocorreu no final desta quarta-feira (14), em Pacaraima, na fronteira com a Venezuela.

Os policiais monitoravam a entrada de veículos no País, em um posto montado próximo ao marco das bandeiras. Na ocasião, abordaram um carro com três pessoas e receberam a informação que eles transportavam US$ 750 mil dólares em espécie. O valor representa cerca de R$ 3,7 milhões.

De acordo com diretor do Departamento de Operações Especiais (Dopes), delegado Maurício Nentwig, a abordagem iniciou como de rotina.

“O GRT montou este posto e estava revistando todos os carros que passavam pelo marco rumo à fiscalização na fronteira, quando foi identificado uma caminhonete com duas mulheres e um homem, este de origem libanesa. Os agentes pediram para que as malas fossem colocadas na carroceria, junto com o conteúdo de dentro do veículo, quando uma das mulheres informou que estava com uma quantia grande em dinheiro”, detalhou o delegado.

Diante da situação, a fim de verificar a legalidade do dinheiro, inclusive junto à Receita Federal, os agentes acionaram a Polícia Federal (PF). Os agentes federais registraram a ocorrência por meio da Delegacia do órgão em Pacaraima.

Conforme o diretor do Dopes, a operação contou ainda com apoio da Guarda Civil de Pacaraima. Ele disse ainda que a PF lacrou e apreendeu as malas e as encaminhou à Superintendência da Polícia Federal em Boa Vista.

Ações integradas

Para Nentwig, as ações integradas na fronteira têm mostrado grandes resultados.

“A Polícia Civil está inserida, junto às demais forças de segurança, em grandes operações nacionais como a Horus, Guardiões da Fronteira e a Operação Paz, que otimizam a atuação da instituição, possibilita a integração prática com outros órgãos e promovem um efetivo combate contra crimes em áreas fronteiriças”, concluiu.

Fonte: Da Redação

0
Would love your thoughts, please comment.x