Deputado aliado do Governo agride aprovado em concurso da Polícia Penal com tapa e xingamentos, diz denúncia

Reportagem procurou o parlamentar Rarison Barbosa, no entanto, ele não atendeu às ligações e nem respondeu às mensagens

Deputado aliado do Governo agride aprovado em concurso da Polícia Penal com tapa e xingamentos, diz denúncia
Deputado Rarison Barbosa e Antonio Denarium – Foto: Reprodução/Instagram

O deputado estadual Rarison Barbosa (PMB) foi acusado nesta quarta-feira (13), de agredir o candidato e líder de comissão de policiais penais com tapas e xingamentos, conforme denúncia feita à reportagem.

Entenda

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pelo denunciante, o caso ocorreu em frente ao Hélio Campos, após uma reunião.

Em relato a vítima disse que estavam na reunião, o secretário da Casa Civil Flamarion, o governador Antonio Denarium bem como o deputado Rarison e mais três pessoas da comissão. “Ele [o deputado] me chamou para conversar e disse que nós teríamos uma reunião para alinhamento. O governador falou tudo o que tinha que falar, nós falamos também rebatemos alguns pontos. Mas o governador foi irredutível em falar que não teria como nos chamar enquanto não resolvesse a situação do financeira do Estado. E que não poderia nos nomear porque a Lei de Responsabilidade Fiscal com relação a contratação de já está extrapolado”, explicou

Contudo, após a reunião, o candidato e o deputado saíram da sala e foram informar aos demais a situação da nomeação. De acordo com a vítima, cerca de 100 pessoas já estão formadas e aguardam pela nomeação. Ele relata que o deputado estava responsável de representar os candidatos durante a situação.

“Ele jogou para mim a responsabilidade de falar para os meus colegas. Eu falei, gente, o governador disse que enquanto a situação financeira do estado não melhorar ele não tem como nos convocar. Ele [Rarison] esbravejou comigo, disse que eu estava faltando com a verdade e mandou eu repetir e eu repeti novamente. Ele mais uma vez cortou a minha fala e começou a se explicar dizendo que o governador iria fazer o remanejamento ano que vem para nosso chamamento, mas que não teria como destinar esse orçamento agora e nem criar os cargos, por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal. Porém, em nenhum momento o governador afirmou isso”, relatou.

A agressão

Assim, o aprovado destacou que após afirmar que com os candidatos não tinha ‘enrolação’, o deputado bateu em suas costas e começou mudar o comportamento proferindo xingamentos. “Parece que foi um gatilho para ele que me deu um tapa nas costas e começou a esbravejar comigo. Palavras que eu não consigo nem me recordar porque fui pego de surpresa. Eu lembro que ele fez um gesto de passar a mão no pescoço, gesto de cortar o pescoço, dizendo que estava ‘por aqui’ com a minha pessoa“, explicou.

A reportagem procurou o deputado Rarison Barbosa, o Governo de Roraima e a Assembleia Legislativa de Roraima (Ale-RR) para esclarecimentos sobre o ocorrido, contudo, não houve retorno.

Fonte: Da Redação

0
Would love your thoughts, please comment.x