Estelionatários são presos após aplicar golpe de R$ 78 mil

Suspeitos se apresentavam como funcionários do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT)

Estelionatários são presos após aplicar golpe de R$ 78 mil
Homens foram presos no momento em que tentavam aplicar novo golpe – Foto: Divulgação/Polícia Civil

Dois estelionatários foram presos ontem (9) em Boa Vista por aplicar um golpe de R$ 78 mil.

Conforme a Polícia Civil, a dupla fazia vendas falsas de pneus para veículos. O valor obtido corresponde a duas vítimas.

De acordo com a Civil, os suspeitos se apresentavam como funcionários do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Eles diziam que vendiam pneus que sobravam de compras feitas pelo órgão público.

Em abril

Segundo os policiais, as investigações do caso começaram em abril deste ano, após o dono de uma borracharia cair em um golpe e perder R$ 39 mil.

Ele disse que um homem chamado “Antônio” foi até a borracharia, no bairro Centenário, e ofereceu 30 pneus de caminhão.

Segundo o homem, ele não tinha todo o valor, e marcou o dia para pagar, na Praça do Centro Cívico. Em seguida, o suspeito falou que precisava da assinatura do engenheiro para liberar os pneus.

Eles foram ao encontro do engenheiro em um hospital. No caminho, a vítima pagou e depois aguardou o suspeito recolher a assinatura na unidade. Entretanto, o criminoso não retornou.

Conforme a Polícia Civil, os dois homens não são de Roraima. Um deles confessou que, além de ter cometido o crime citado, aplicou outro golpe no valor de R$ 39 mil.

Prisão

Contudo, os policiais receberam ontem novas informações de que um dos estelionatários negociava com outra pessoa.

Desta vez, o suspeito se apresentou como “Tonhão” e ofereceu 60 pneus de caminhão por R$ 78 mil.

“O estelionatário disse que logo após o pagamento, o comerciante poderia retirar os pneus em uma loja, garantindo a nota fiscal, para passar credibilidade”, explicou o delegado Clayton Ellwanger.

Ainda segundo a Civil, os policiais monitoraram os estelionatários, que foram com a vítima até um órgão público. Momentos depois, os suspeitos foram presos.

“Foi neste momento que o dono da borracharia descobriu que estava sendo vítima de golpistas”, disse o delegado.

Conforme Ellwanger, a dupla confessou os crimes. Um deles usava um colete com faixas refletivas para aparentar ser realmente funcionário do DNIT

“Eles usavam nomes falsos, mas foram reconhecidos pelos proprietários de duas borracharias”, explicou.

Os suspeitos foram encaminhados à Polícia Civil e apresentados à audiência de custódia.

Por Redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x