Garimpeiro morre em confronto com a Polícia Militar no interior de Roraima

Grupo vai realizar protesto para pedir Justiça; Polícia Militar informou que policiais foram atacados com tiros e tiveram que reagir

Garimpeiro morre em confronto com a Polícia Militar no interior de Roraima
Emerson Oliveira – Foto: Reprodução

Um grupo de garimpeiros procurou a reportagem na manhã deste sábado (23) para denunciar a morte de Emerson Oliveira pela Polícia Militar de Roraima (PMRR).

De acordo com o relato, a situação aconteceu na RR-205, em Alto Alegre, na madrugada de hoje. O crime teria sido executado por policiais do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR).

“Nós que trabalhamos na rota do garimpo… a gente sabe que é ilegal, mas polícia também não tem direito de matar ninguém. Tem direito de prender, tomar o que tiver ilícito… isso eles têm que fazer. Agora matar as pessoas não. Ele era um pai de família. Ele estava atrás do sustento dele e da família dele”, reclamou um dos denunciantes.

Protesto

O homem revelou que um grande grupo de garimpeiros vai se reunir ainda neste sábado ou amanhã e fechar a RR-205 em protesto. Conforme ele, os manifestantes irão permitir somente a passagem de ambulâncias.

“E aí nós já vamos nos reunir e juntar mais ou menos umas 200 a 500 pessoas e vamos fechar a estrada do Alto Alegre. Vamos pedir justiça por isso!”, exclamou.

O que diz a Polícia Militar

Os policiais relataram que receberam chamado da Central para averiguar denúncias de possíveis veículos que estariam transportando minérios na RR-205.

Durante um ponto de bloqueio após a vila Recrear, um veículo na  cor preta de modelo Fiat/Punto avançou o ponto de bloqueio E então o condutor teria jogado o veículo em direção aos integrantes da guarnição atentando contra a vida deles.

“Tal atitude representou risco de morte ou lesão aos agentes de segurança pública ou a terceiros, sendo iniciado de imediato o acompanhamento tático ao veículo que seguiu em alta velocidade sentido Boa Vista”, explicam os policiais do TOR.

Ainda conforme a guarnição, os policiais emitiram sinais sonoros e luminosos com ordem de parada. No entanto o ocupante do carro não obedeceu e continuou em fuga. Já nas proximidades da vila Recrear o veículo adentrou o perímetro da vila seguindo pela estrada de chão.

A equipe policial teria tentado aproximação pela lateral esquerda do veículo que estava em fuga, quando a guarnição foi surpreendida com disparos de arma de fogo pelo condutor do veículo.

O relatório da PMRR diz também que, após os primeiros tiros, a guarnição recuou prosseguindo o acompanhamento. No entanto, ao chegar na entrada da estrada  que dá acesso à vila Recrear na RR-352 houve novos disparos contra a guarnição.

Os policiais então trocaram tiros com eles que acabaram perdendo o controle do carro que desceu pelo barranco, colidiu com os muros de uma construção e parou ao bater em uma árvore. Em seguida os policiais desceram da viatura e se aproximaram do veículo e constataram que ele estava desfalecido com respiração ofegante e uma arma de fogo calibre .38 no assoalho.

Dois militares se deslocaram com Emerson para o Pronto Socorro e dois ficaram para preservar o local. O homem ainda chegou com vida no hospital, mas não resistiu ao ferimento e foi a óbito.

A reportagem pediu posicionamento da Polícia Militar e aguada retorno.

Testemunha

A equipe de reportagem conversou com uma testemunha que pediu sigilo de sua identidade. Ela ouviu barulho de tiro e disse que os policiais agrediram Emerson depois que o carro bateu no muro e parou.

“Na volta de uma hora da manhã e uma e meia da madrugada, eu estava na casa onde ele bateu com o carro e estava meio acordado dentro do carro jogando. Ai escutei dois tiros. Aí passou uns cinco segundos e escutei uma pancada no muro lá. Aí eu fui lá para perto do carro para ver o que tinha acontecido. Quando eu cheguei lá vi o policial espancando… batendo nele. Já estava fora do carro, estava no chão e o policial batendo nele. Algemou ele e jogou ele de uma vez dentro da carroceria da viatura e levou ele para Boa Vista”.

Fonte: Da Redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x