Trio suspeito de assassinar venezuelanos é preso em Boa Vista

Segundo a Polícia Civil, as vítimas foram mortas porque deviam traficantes na cidade

Trio suspeito de assassinar venezuelanos é preso em Boa Vista
Trio também é suspeito de integrar facção criminosa que atua no estado – Divulgação/Polícia Civil

Um trio suspeito de participar da morte de cinco venezuelanos foi preso pela Polícia Civil nessa sexta-feira (13), no bairro São Vicente, zona Oeste de Boa Vista. São dois jovens, um de 18 e outro 23 anos, e um homem de 38 anos.

O órgão informou que as vítimas foram mortas porque deviam traficantes na cidade. Além disso, o trio também é suspeito de ser integrante de facção.

Com eles, a policial aprendeu um revólver calibre 38 e uma pequena quantidade de drogas.

A prisão deles é resultado de um trabalho conjunto da Seção de Investigação e Operação (Siop) do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) com a Delegacia Geral de Homicídios (DGH).

Conforme o diretor do DHPP, delegado Marcos Lázaro, as investigações confirmaram que o trio teve participação na execução de Marcos Argeniz Vallez Perez, de 24 anos, no último dia 08, no bairro São Bento, zona Oeste da cidade.

Após a prisão, os homens foram qualificados e interrogados pelos crimes. Eles, todavia, negaram participação.

A policial lavrou contra os suspeitos um auto de prisão em flagrante pelos crimes de organização criminosa com o uso de arma de fogo, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e consumo pessoal de drogas.

Eles também foram ouvidos nos inquéritos policiais instaurados e que investigam os cinco assassinatos. Agentes entregaram os homens na manhã de ontem (13) na Custódia da Polícia Civil para Audiência de Custódia. 

Rastro de mortes

As investigações apontam ainda que a organização criminosa também teve a participação no assassinato de Sérgio Rafael Farias Ramos. Os agentes encontraram o corpo dele no dia 4 de agosto em um terreno de área militar, na Avenida Brasil.

Sérgio Ramos estava com mãos e pés amarrados por uma corda de nylon na cor preta, aparentava ter sido asfixiado e tinha um ferimento no lado esquerdo do peito.

Outro crime investigado pela polícia que pode ter tido a participação dos suspeitos é o assassinato de Emiliano José Diaz Quejada, ocorrido no dia 02 de agosto, no bairro São Vicente.

A PCRR localizou o corpo de Emiliano Quejada em um terreno ao lado da garagem de uma empresa de ônibus. A vítima estava enrolada em uma lona de cor cinza e outra na cor verde. 

Além disso, a PCRR afirma que as investigações apontam participação da organização criminosa no assassinato de Luiz Carlos Barrios. A vítima teve a cabeça decepada, bem como o corpo mutilado. Os policiais encontraram o corpo da vítima no dia 13 de julho, no bairro Calungá.

Os homens são ainda suspeitos de participarem do assassinato de Junior Jose Zambrano Camacho. Os agentes encontraram o corpo do homem no dia 31 de julho, no bairro São Vicente.

A vítima estava jogada no lixo, dentro de um balde grande, coberto com uma lona. Além disso, o homem estava com mãos e pés amarrados para trás.

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x