ENQUETE RR EM TEMPO: mais da metade dos votos é a favor do cancelamento do empréstimo de R$ 805,7 milhões

Projeto de Lei pede a revogação do empréstimo após governador alterar plano de aplicação do recurso

ENQUETE RR EM TEMPO: mais da metade dos votos é a favor do cancelamento do empréstimo de R$ 805,7 milhões
Resultado da enquete – Foto: Reprodução

Diante da possibilidade de os deputados estaduais revogarem a lei que aprovou o empréstimo de R$ 805,7 milhões no Governo de do Estado, o Roraima em Tempo realizou uma enquete para saber a opinião da população nesta quarta-feira (10).

Conforme o resultado, mais da metade das pessoas são a favor do cancelamento do empréstimo. Em números, a enquete teve 440 respostas até as 10h da manhã de hoje. Desse modo, 56% das pessoas votaram a favor da revogação e 44% votaram contra.

A votação continua disponível na página oficial do Roraima em Tempo no Instagram. Quem tiver interesse basta acessar e clicar em votar sim ou não.

Comentários

A enquete teve forte engajamento da população com centenas de compartilhamentos e comentários. Assim, as pessoas puderam expressar suas opiniões. Um seguidor que votou a favor da revogação disse que a população não deve ser responsabilizada.

“Chega de endividamento do nosso estado! Se o estado quebrou, quem tem que ser responsabilizado foi quem saqueou, não a população, tendo que pagar esse empréstimo quase que bilionário”, escreveu.

Por outro lado, uma servidora do Governo que atua com cargo comissionado, disse que quem revogar a lei que aprovou do empréstimo estará apoiando o caos no estado.

“Quem quer revogar vai estar apoiando o caos econômico no nosso estado. A gestão de Antonio Denarium é séria e consciente de suas responsabilidades”.

Revogação

O governador Antonio Denarium apresentou um plano de aplicação para que a Assembleia Legislativa aprovasse a o Projeto de Lei que autoriza o empréstimo em outubro do ano passado.  Os parlamentares aprovaram o PL por unanimidade.

Contudo, em novembro, o governador publicou um decreto de crédito suplementar no orçamento em que faz a distribuição dos valore entre as secretarias.

O Roraima em Tempo mostrou que quase 90% do empréstimo ficou com a Secretaria de Infraestrutura, comandada pelo vice-governador Edilson Damião (Republicanos). Sendo assim, caso haja a aprovação da operação pela Secretaria Nacional do Tesouro, dos R$ 805,7 milhões a pasta vai ficar com R$ 714.798.750,00

Na terça-feira (8) o presidente da Assembleia, Soldado Sampaio (Republicanos) afirmou que o governador realizou mudanças na aplicação dos valores. Conforme ele, o plano previa R$ 110 milhões para a Saúde. No entanto após a alteração, a Saúde ficou apenas com R$ 20 milhões. Esse valor seria para a conclusão da reforma da Maternidade e para a construção do novo bloco do Hospital Geral de Roraima (HGR).

Havia também a previsão de R$ 30 milhões para a agricultura familiar, mas Denarium zerou o investimento e agora o setor não receberá nada. O governador também zerou os R$ 20 milhões que seria para a ampliação da Feira do Produtor.

Conforme o presidente da Assembleia, o chefe do Executivo não informou e nem debateu com o Poder Legislativo as mudanças. Por conta disso, apresentou um PL de sua autoria, em conjunto com o deputado Renato Silva para revogar a alei que aprovou o empréstimo.

Fonte: Da Redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x