PEC do voto impresso é rejeitada em votação na Câmara

Proposta obteve 229 dos 309 que necessitava para ser aprovada

PEC do voto impresso é rejeitada em votação na Câmara
PEC do voto impresso precisava de 308 votos para ser aprovada – Reprodução/TV Câmara

A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 135/19, que trata da implantação do voto impresso auditável, foi rejeitada em votação realizada na Câmara do Deputados nesta terça-feira (10). A proposta precisava de 308 votos, mas só obteve o apoio de 229 deputados.

O texto posto em discussão foi elaborado pela deputada Bia Kicis (PSL-DF) e era considerada a grande aposta do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Com a derrota, a proposta será arquivada.

Além dos 308 votos favoráveis, a PEC 135/19 obteve 218 votos contrários. A grande maioria das lideranças partidárias orientaram seus deputados pela rejeição da proposta.

Dentre as medidas sugeridas no projeto estava a inclusão de um parágrafo na Constituição para definir a obrigatoriedade da expedição de cédulas físicas conferidas pelo eleitor nos processos de votação das eleições, dos plebiscitos e referendos.

CRÍTICAS AO SISTEMA

A votação da proposta ocorreu no momento em que o presidente Jair Bolsonaro intensificou as crítica aos órgãos que compõem o Judiciário. Em uma live realizada na semana passada, por exemplo, ele fez novas acusações de fraude no sistema de votação eletrônica, sem apresentar qualquer prova.

Bolsonaro também afirmou que não há auditoria no formato que é utilizado nas eleições brasileiras, algo que foi negado pela comissão especial que analisou PEC.

Fonte: UOL Notícias

0
Would love your thoughts, please comment.x