PF apura desvio de R$ 4 milhões no combate à Covid em Rorainópolis

Polícia informou que um dos suspeitos de participar dos esquemas de desvios de recursos públicos é o prefeito Leandro Pereira (SD)

PF apura desvio de R$ 4 milhões no combate à Covid em Rorainópolis
Polícia cumpre mandados de busca e apreensão – Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (5) a Operação Contagium, que apura desvio de quase R$ 4 milhões no combate à Covid-19 em Rorainópolis.

Os policiais cumprem oito mandados de busca e apreensão em Rorainópolis e Boa Vista. As ordens partiram da Justiça Federal de Roraima.

A investigação teve início em novembro de 2020, quando a polícia recebeu denúncia do desvio de recursos federais.

Segundo a PF, o pagamento ocorreu por meio de fatura emitida pela empresa beneficiada com a dispensa de licitação. Contudo, a mercadoria não foi entregue.

Irregularidades

A princípio, a Controladoria Geral da União (CGU) encontrou ilegalidades na aplicação de R$ 3.999.768,00 em um único processo licitatório em 2020.

Conforme a polícia, o sobrepreços era de quase 40% na proposta vencedora. Além disso, a CGU encontrou superfaturamento de preços e a alteração no contrato social da empresa próximo à contratação.

Por outro lado, as investigações também mostram o funcionamento de diversas empresas localizadas no mesmo endereço. Uma delas já investigada em outro inquérito.

A licitação era para Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e insumos para o enfrentamento à Covid-19, e as necessidades da Secretaria Municipal de Saúde.

Conforme investigação, a organização criminosa tinha um grupo político e um grupo empresarial.

Entre os principais suspeitos estão o prefeito do município, Leandro Pereira (SD), o secretário de saúde e o sócio administrador da empresa beneficiada.

Outros casos

Em maio do ano passado, a Rádio 93 FM denunciou esquema na compra de respiradores sem licitação no Governo do Estado. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) realizou pagamento de R$ 6 milhões se antecipando à entrega dos equipamentos.

À época, o governador Antonio Denarium afirmou desconhecer o processo e negou envolvimento com a fraude. O então secretário, Francisco Monteiro responde processo por esse caso e por outro que aponta desvio na compra de EPIs.

Outras Operações

A PF também deflagrou em 2020, as operações Vírion e Desvid-19 que apuram desvios de verbas na Sesau, bem como atuação de políticos na secretaria. Foi na Desvid-19 que o senador Chico Rodrigues foi flagrado pela PF com dinheiro na cueca.

Citada

O Roraima em Tempo entrou em contato com a Prefeitura de Rorainópolis e aguarda retorno.

Por Redação

0
Would love your thoughts, please comment.x