Servidores públicos de Rorainópolis cobram reajuste do salário mínimo de R$ 1.412 à Prefeitura

Novo valor deveria começar a ser pago em fevereiro, mas os servidores de Rorainópolis não receberam o salário atualizado e chegaram a protocolar denúncia no Ministério Público

Servidores públicos de Rorainópolis cobram reajuste do salário mínimo de R$ 1.412 à Prefeitura
Servidores de Rorainópolis em manifestação – Foto: Reprodução/Redes sociais

Servidores públicos de Rorainópolis, ao Sul de Roraima, se reuniram nesta quinta-feira (28) para cobrar o reajuste do salário mínimo à Prefeitura do município.

O valor subiu de R$ 1.320 para R$ 1.412 e deveria começar a ser pago em fevereiro deste ano. Em vídeo da manifestação compartilhado nas redes sociais, os servidores ressaltam que, até o momento, a Prefeitura de Rorainópolis não efetuou o reajuste.

“Nós somos servidores públicos do município de Rorainópolis, de apoio, requerendo o reajuste do salário mínimo de R$ 1.412,00 de 2024. A Prefeitura até o presente momento não efetuou esse reajuste aos servidores de apoio”, disse um dos manifestantes.

Os servidores destacam ainda que a atual gestão, conduzida pelo prefeito Pinto do Equador (Republicanos), não dá respostas sobre as cobranças constantes dos trabalhadores.

“Essa gestão vem empurrando com a barriga e perdurando essa situação de omissão e negligência para com nossos direitos. A gestão passa uma impressão para a população de que está tudo bem, que está tudo certo. Mas nós estamos aqui hoje para dar um recado para vocês: não está tudo bem. Não estamos recebendo o nosso salário conforme lei. Precisamos de uma resposta das autoridades. Queremos reajuste!”, enfatizou o servidor.

Com mais de 50 assinaturas, os servidores protocolaram uma denúncia junto ao Ministério Público de Roraima (MPRR) ainda em fevereiro deste ano referente ao assunto. O Roraima em Tempo entrou em contato com o órgão para saber quais medidas foram tomadas até o momento e aguarda retorno.

A reportagem também procurou a Prefeitura de Rorainópolis para esclarecimentos, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.

Fonte: Da redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x