Alto Alegre: mesmo após denúncias e operações da PF, a corrupção venceu

Polícia Federal combateu a corrupção eleitoral no município e até flagrou dinheiro no carro de um senador, mas, mesmo assim, o candidato dele venceu

Alto Alegre: mesmo após denúncias e operações da PF, a corrupção venceu
Foto: Polícia Federal

Corrupção

Os eleitores de Alto Alegre escolheram seu novo prefeito neste domingo por meio da eleição suplementar. A campanha ficou marcada por diversas denúncias e ações da Polícia Federal por compra de votos. O candidato do Governo, Wagner Nunes venceu o pleito com 53% dos votos. No entanto, esta aparenta ser mais uma eleição em que o vencedor poderá ter o mandato cassado ou ficar inelegível por corrupção eleitoral. Isso se der tempo, pois em outubro terá nova eleição e a justiça, infelizmente, é lenta.

A verdade venceu?

Depois de ser flagrado com R$ 50 mil que seriam destinados à compra de votos em Alto Alegre, o senador Mecias de Jesus (Republicanos) publicou um vídeo. Ele disse mais de uma vez que a “verdade venceu”. Isso mostra o quão preocupante é o rumo que os políticos estão direcionando a política em Roraima. Eles compram votos, ganham eleições e fazem afirmações como essa como se nada tivesse acontecido. Quer dizer então que a verdade é que a corrupção é o que define o futuro de um Estado?

Máquina pública

Outra situação preocupante em Roraima é o uso do dinheiro público em benefício de candidatos como se isso fosse algo lícito e normal. Nestas eleições de Alto Alegre a estrutura do Governo do Estado foi extremamente explorada no município. De acordo com uma denúncia que chegou a esta coluna, em certo dia tinha cerca de 40 carros do Governo na cidade. Além disso, a Polícia Federal pegou o senador Mecias de Jesus com dinheiro e ainda deflagrou operação para apurar o uso de programas do Governo para influenciar na eleição do município.

Documentos

O deputado Renato Silva criticou o governador Antonio Denarium pelo uso da máquina pública nas eleições de Alto Alegre. O parlamentar falou que iria juntar documentos comprobatórios e que iria usar a tribuna da Assembleia Legislativa todos os dias para mostrar a corrupção.

Lona

As gestantes de Roraima continuam na lona. Literalmente. Daqui a um mês a maternidade de lona do Governo do Estado (da atual gestão compradora de eleições), que funciona naquele espaço improvisado sob tendas e lonas, completará três anos. O governador e seu vice, Edilson Damião, que é o secretario de obras, mais uma vez não conseguiram cumprir o prazo de entrega da reforma da maternidade que, conforme acordo com o MPRR, seria em março.

Corrupção em Bonfim

A prisão de três pessoas em Bonfim pela Polícia Federal mostra, mais uma vez, que a corrupção se instalou em Roraima. O prefeito, Joner Chagas, é mais um aliado do governador Antonio Denarium, que lidera o grupo político com o poder do dinheiro. Conforme apuração, o dinheiro apreendido (quase R$ 500 mil) seria de uma licitação para a realização do festejo que ocorreu no fim de semana passado.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x