Com contrato vigente de R$ 4 milhões, Secretaria de Agricultura abre processo para contratar nova empresa de eventos

Secretaria já havia contratado, em junho, a empresa Brasil Show para realização de eventos por R$ 4,4 milhões. O novo contrato será de R$ 1,1 milhão

Com contrato vigente de R$ 4 milhões, Secretaria de Agricultura abre processo para contratar nova empresa de eventos
Secretaria de Agricultura – Foto: Reprodução Governo de Roraima

R$ 1,1 milhão para a Expoferr

A Secretaria de Agricultura do Governo, que agora se chama Seadi, abriu licitação para contratar uma empresa de eventos para a Expoferr. A firma contratada deve executar a montagem e desmontagem de arquibancadas em estrutura metálica; montagem e desmontagem de camarotes; montagem e desmontagem de arena. Isso, entre outros serviços. O valor do contrato e de R$ 1,1 milhão.

Fracionamento de despesa?

Mas o que tem de mais nisso? E que a Seadi já tem um contrato com uma empresa de eventos, a Brasil Show de Manaus. O valor da contratação é de nada menos que R$ 4,4 milhões. Então, se já há um contrato com esse valor altíssimo, por que um novo? E milionário ainda? Além disso, essa prática pode configurar fracionamento de despesa. Uma falta grave nas leis de licitação.

Olhos vendados

Um fato que deixa a população desacreditada da política e da Justiça é a falta de ação dos órgãos de fiscalização. Porque todas essas contratações milionárias ocorrem com o consentimento do MPRR, do TCE-RR, do MP Federal, bem como do eleitoral. Será que o TCE-RR, quando for analisar a prestação de contas da Seadi vai identificar esse possível fracionamento de despesa? E se identificar, vai punir?

Voltou com tudo

Edilson Damião, vice eleito de Antonio Denarium, voltou para a Secretaria de Infraestrutura. O que já era esperado. Mas ele já chegou, chegando. A Seinf publicou no Diário Oficial a paralisação de mais de 25 obras em pontes do interior. Todos os municípios de Roraima foram “contemplados” com a paralisação de obras em pontes. Conforme a Secretaria, a  justificativa para a maioria das publicações é de renovação de planilha orçamentária para renovação de contrato. Ou seja, aí tem coisa.

Calamidade

Vale lembrar que, mal passaram as eleições, os moradores do interior já voltaram a reclamar da calamidade em que se encontram as estradas, assim como as pontes. Em Caroebe, por exemplo, produtores perdem cargas e mais cargas de banana. O interessante é que em junho, o governador mandou R$ 70 milhões para os municípios para ajudar nas estradas. As prefeituras fizeram contratos e mais contratos emergenciais com empresas de patrulhas mecanizadas. No entanto, as estradas continuam em péssimas condições. Além disso, agora as obras das pontes pararam.

Perguntas?

  • Quando os órgãos vão agir?
  • Para que tanto dinheiro com evento?

 

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x