Com o HGR sob responsabilidade de empresa privada, a população vai reclamar de quem?

Com a terceirização, os problemas serão de responsabilidade da empresa escolhida. E, assim, o Governo se l8vra das reclamações. A empresa cai dizer que os problemas são culpa do Governo. E o Giverno vai dizer que a culpa é da empresa

Com o HGR sob responsabilidade de empresa privada, a população vai reclamar de quem?
Hospital Geral de Roraima (HGR) — Foto: Divulgação/Secom RR

Regalia

Chegou ao conhecimento desta coluna que há dois ex-deputados andando por aí com dois seguranças. Os dois ex-parlamentares não conseguiram se reeleger no ano passado. No entanto, continuam com regalias que nem o Governo nem a Assembleia concedem a um cidadão comum.

Regalia 2

Vale lembrar que o presidente da ALE-RR, Soldado Sampaio, nomeou esses ex-deputados tão logo iniciou este ano. E os salários são na casa dos R$ 10 mil. Em março, a ex-deputada em questão, viajou para fora do Estado. Tirou férias. Ou seja, mal foi nomeada e já tirou férias. E olha que ela passou o mandato todo viajando.

Enquanto isso

Mas o fato é que, enquanto esses privilegiados têm 4 policiais militares à disposição, o povo anda sem segurança nenhuma nas ruas. Agora, perante a lei eles são cidadãos comuns. E assim, devem viver como tais.

Racha 1

Ao que tudo indica há um racha dentro do Republicanos em Roraima. Isso porque a escolha oarabo novo conselheiro do TCE está se aproximando. Os principais candidatos são o deputado Jorge Everton e o reitor da Uerr, Regys Freitas. Este último conta com o apoio do governador Antônio Denarium. Entretanto, os políticos estão divididos.

Racha 2

Mecias de Jesus declarou apoio do Republicanos a Jorge Everton. Por outro lado, Sampaio, eleito pelo partido, disse que seu candidato é Regys. Disse ainda que não irá seguir a orientação do partido.

Abaixo-assinado

A terceirização de R$ 430 milhões do HGR está rendendo. Nesta semana, servidores da saúde criaram um abaixo-assinado para pedir o cancelamento do processo. Eles são terminantemente contra. Pois, com a saúde sob a responsabilidade de empresas privada tira a responsabilidade do Governo. Tudo fica por conta da empresa. Assim, servidores ficam desvalorizados, o Governo não precisa mais fazer concurso, entre outras questões.

Vai reclamar de quem?

Mas agora um ponto importante é sobre a própria população que precisa do serviço público. Na falta de medicamentos, insumos para cirurgias e tudo o que sempre faltou nos hospitais na tual gestão… o povo vai reclamar de quem? Aí está um detalhe. Até nisso o Giverno pensou. Vai se livrar das reclamações da população sobre as mazelas da saúde.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x