Com promessa de participar de ação social do Governo, moradores são coagidos a fornecer dados, diz denúncia

Conforme denúncia, servidores foram até os apartamentos do residencial vila Jardim para coletar os dados; contudo, parte dos moradores alegam que fizeram o cadastro e não receberam o item

Com promessa de participar de ação social do Governo, moradores são coagidos a fornecer dados, diz denúncia
Setrabes – Foto: Arquivo Roraima em Tempo/Edinaldo Moraes

Com a promessa de que vão participar de uma ação social do Governo de Roraima, os moradores do residencial Vila Jardim, em Boa Vista, estão sendo coagidos a fornecerem os dados pessoais para servidores da Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social (Setrabes). É o que diz um denunciante, que preferiu não se identificar.

Conforme denúncia feita à reportagem, os servidores vão até os apartamentos com a promessa de que só após o cadastro, a família receberia uma pulseira que daria direito às crianças ganharem brindes. Contudo, parte dos moradores alegam que fizeram o cadastro e, mesmo assim, não receberam o item. Eles tiveram que fornecer o CPF e número de identidade, por exemplo.

Ao questionarem a Setrabes, a resposta foi de que já não havia mais pulseiras para entrega, e que todos aqueles haviam feito o cadastro estavam sim com as pulseiras em mãos, o que foi refutado por muitos.

O denunciante disse que estranhou em ter que fazer o cadastrado para participar da ação já que, segundo ele,  não existia a necessidade de fornecer os dados para ganhar brindes do Governo dentro do Vila Jardim em outras ações que já aconteceram.

Cesta da Família

Esta não é a primeira vez que há relatos de que servidores da Setrabes constrangem a população para suposta ‘promoção’ de Antonio Denarium. Em agosto deste ano por exemplo, a equipe de reportagem teve acesso a um áudio onde há o relato de uma beneficiária do programa Cesta da Família do Governo do Estado. Programa esse pelo qual o governador teve o mandato cassado por entregar cestas básicas a 50 mil famílias no ano das eleições, sendo que, nos anos anteriores, ele só entregou para 10 mil.

Pois bem, a mulher conta que recebeu uma equipe do Governo que pediu para ela gravar uma entrevista para prestar apoio ao governador Antonio Denarium e “ser solidária a ele neste momento difícil”.

No áudio, é possível perceber que a mulher estava se sentindo coagida e constrangida com a situação. Isso porque ela relata que deu “graças a Deus”, pois o celular da pessoa que iria filmá-la não funcionou.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x