Confuso, Governo confirma paralisação de obras e diz que é fake news

Governo publicou nota para agredir a imprensa e apagou comentários de pessoas que cobraram obras nas estradas do interior

Confuso, Governo confirma paralisação de obras e diz que é fake news
Palácio Senador Hélio Campos – Foto: Gabriel Cavalcante/Roraima em Tempo

Confuso

O Governo do Estado emitiu uma nota confirmando a paralisação de obras de pontes de madeira e vicinais, antes já divulgados pela imprensa. Disse ainda que as obras serão retomadas no dia 15 de novembro, apesar de o prazo publicado nos termos de paralisação ser de dois meses. Depois disso, ainda disse tratar-se de “fake news” a notícia que divulgou o FATO publicado no Diário Oficial do dia 20 de outubro. Ou seja, o Governo confirma a informação e , em seguida diz que é fake. Além disso, proferiu ofensas contra os profissionais de imprensa. Lamentável. A assessoria do Governo chamou os profissionais de imprensa de pessoas inescrupulosas. Enfim, imprensa que mostra a verdade, incomoda!!!

Reação

Após a publicação da nota nas redes sociais, a população reagiu imediatamente. Assim, um internauta já disparou: “Misericórdia, a gente esperar vários anos para ter um estrada boa e agora vem com essa conversa…isso ser chama enrolação!!”. Ou seja, a população é quem perde. E assim, várias outras pessoas surgiram na publicação cobrando estradas e criticando o posicionamento do Governo.

Apagou

Assim como faz com a imprensa, o Governo faz com os eleitores após as eleições. Se cobrar, eles atacam ou tentam descredibilizar. Um rapaz cobrou a obra das vicinais 26 e 28 em São João da Baliza. Contudo, o Governo apagou a mensagem do jovem, que é um pagador de impostos. Qual será o motivo? O rapaz só perguntou pelo dinheiro da obra que está parada. “Cadê o asfalto das vicinais 26 e 28, no Município de Baliza… Já comeram o dinheiro foi?”, escreveu.

Obra parada

A Secretaria de Infraestrutura paralisou a obra da Vicinal 26 em junho deste ano. A Pasta afirmou no termo de paralisação, que o prazo seria de 13 de junho a 16 de setembro. Entretanto, ontem, 26 de outubro, mais de um mês após o fim do prazo, alguém cobrou a obra. E o Governo apagou. Só lembrando que os recursos de R$ 12 milhões para os 20 km de asfalto são do senador Telmário Mota (PROS). Já a vicinal 28, para 18 km de asfalto, os recursos são de R$ 26.196.841,74 de Mecias de Jesus. Que curioso. Quanto menos asfalto, mais dinheiro.

Além das estradas

As paralisações de obras na gestão de Denarium vão além de pontes e estradas. Também em junho desse ano, por exemplo, a gestão publicou, pela 4ª vez, a paralisação da reforma do HGR. O que pode explicar a demora na conclusão desses serviços. Inclusive, em 4 anos de gestão, a reforma geral do HGR não foi concluída.

Calamidade

As estradas de Roraima passam por verdadeira calamidade no interior. E muitos são os relatos de moradores, bem como de produtores. Eles perdem cargas e cargas de banana em Caroebe. Mas foi lá que o prefeito devolveu verba que seria para asfaltar estradas. Só porque era verba de adversário político. Entretanto, Denarium enviou milhões e milhões para lá às vésperas das eleições. E as reclamações sobre estradas continuam.

Perguntas:

  • Por que o Governo se incomodou tanto com a divulgação da empresa sobre a paralisação de obras?
  • Por qual motivo a obra da vicinal 26 segue parada? Onde está o dinheiro?
  • Por que o Governo apagou o comentário do rapaz que cobrou a obra da vicinal 26?

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x