Denarium vai entregar crédito de R$ 200 dois dias antes das eleições

Governador ainda vai distribuir os créditos durante todo o período eleitoral deste ano

Denarium vai entregar crédito de R$ 200 dois dias antes das eleições
Governador, esposa e cunhada posam com o cartão do programa Social do governo – Foto: Divulgação

Compra de voto

O governador Antonio Denarium (PP) chegou ao Palácio do Governo com a promessa de que faria uma política diferente. Contudo, depois que ele descobriu o ‘poder’ das cestas básicas, mudou a forma de pensar. Com a desculpa da pandemia, ele irá entregar cestas básicas até o final deste ano. E para chamar a atenção dos leitores, em busca de seus valiosos votos, o governador lançou até um calendário de pagamento. Veja bem: ele entrega essas cestas desde o ano passado. Mas o calendário ele só pensou em fazer neste ano de eleições. No entanto, como o eleitor roraimense já está mais que passado na casca de alho, é provável que as pessoas recebam as cestas e não votem. Afinal, apesar de o governador ter deixado para fazer isso só nas vésperas das eleições, ele não está fazendo mais que obrigação.

Nova modalidade

O governo de Denarium vem se superando constantemente com novas modalidades para ações duvidosas. Dessa vez ele criou o cartão magnético para as cestas básicas. Quem não recebe os alimentos da cesta, recebe o cartão com crédito de R$ 200 mensais. O interessante é que ninguém vê manifestação dos órgãos fiscalizadores sobre o assunto. E olha que o governo contratou a distribuição de cestas amparado no decreto de calamidade da Covid-19 e em ano eleitoral.

Cassação

A entrega de bens ou transferência de renda em ano de eleições pode qualificar crime de abuso de poder. Por conta disso, o então governador de Roraima, Flamarion Portela já teve até o mandato cassado em 2004. Hoje, inclusive, ele é chefe da Casa Civil do governo de Denarium. Mas, além disso tudo, ainda tem a questão moral. Para quem contou com apoio de Jair Bolsonaro com o discurso de moralizar a política, a prática está bem diferente da teoria. Resta saber o que o eleitorado Bolsonarista de Roraima pensa a respeito. E se é verdade que Bolsonaro quer distância de Denarium, tá explicado o motivo.

Incompreensível

A deputada Betânia Almeida divulgou foto com Denarium. Sorridente, a parlamentar disse que são dois roraimados confiantes. Contudo, é incompreensível a grande amizade e admiração de Betânia com o governador. Ela foi grande crítica da gestão. Além disso, chegou até a mandar o governador trabalhar. Ou seja, ela acusava ele até de fazer corpo mole na cadeira governamental. Em janeiro de 2020, a deputada repercutiu matéria de um site de notícias nacional que apontava Denarium como o 4º pior governador do Brasil. Ela disse que concordava. Mas agora, com a aproximação das eleições, ela não só apoia como divulga a imagem juntinha com Denarium.

CPI da Energia não andou

A deputada, eleita pelo Partido Verde, assumiu a CPI da Energia em andamento. Mas depois que ela tomou as rédeas da comissão, o processo não andou. Conforme membros da CPI, ela quase nem organizou audiência. O Roraima em Tempo produziu uma série sobre a questão energética em Roraima e procurou a deputada que nem se quer deu uma resposta. Ela só veio a fazer um único pronunciamento sobre o assunto, mas só depois que a imprensa a questionou sobre o não andamento da CPI. Em novembro do ano passado a deputada disse que estava finalizando o relatório. E quase sete meses depois o relatório não saiu.

Contraditório

Para disputar o cargo de vice-governador Denarium escolheu o secretário de Infraestrutura de seu governo, o Edilson Damião. Mas o que é contraditório é a situação da infraestrutura nas estradas e Roraima. Edilson nem se quer conseguiu resolver a metade da metade dos problemas das rodovias. A princípio, o governo fazia enxurradas de propagandas de recuperação de estradas. E ainda dizia que a obrigação era das prefeituras, mas que o governo fazia porque entende que elas não têm recursos para isso. Contudo, após a chegada do inverno, os moradores do interior começaram a mostrar a calamidade das estradas. E também  o sofrimento de crianças para chegarem às escolas. Desse modo, todas as propagandas de ‘recuperação’ de estradas sumiram.

Perguntas:

  • Denarium vai mesmo transferir crédito para 50 mil pessoas na véspera das eleições?
  • Por que o governo parou de fazer propaganda das estradas que eles dizem que arrumaram?

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x