Denarium vai inaugurar asfalto pela metade em ano de eleições

Segundo informações, entre os motivos o governador quer divulgar mais a imagem do secretário de Edilson Damião, que provavelmente será seu candidato a vice

Denarium vai inaugurar asfalto pela metade em ano de eleições
Foto: Divulgação/Facebook/Governo de Roraima

Desespero

Uma fonte da Roraima Alerta entrou em contato para informar que o governador Antonio Denarium está correndo para fazer cerimônia de entrega do asfalto da estrada do Taiano. No entanto, a obra está bem longe de acabar. Com isso, ele vai entregar apenas a metade do asfalto. Isso tudo porque é ano eleitoral e, a partir de 02 de julho ele não poderá participar de inaugurações. Então Denarium vai entregar a obra pela metade. Isso tudo em uma tentativa de conquistar a simpatia da população. Sendo que nos três anos anteriores ele não se esforçou nem um pouco para isso. Daqui para o dia 02 de outubro Roraima vai receber toda a atenção que não recebeu nos últimos três anos. Outro motivo para a pressa em entregar é obra é que Denarium quer divulgar mais o secretário de Infraestrutura, Edilson Damião, seu provável vice na campanha.

Quebra de ordem

Denarium vive falando por onde anda que na sua gestão nenhuma empresa deixou de receber pagamento. Mas desde que ele entrou no governo que o Diário Oficial publica quase que diariamente a quebra de ordem cronológica para pagar as contas mensais. Contudo, esse procedimento é feito quando o governo já tem uma dívida anterior, porém não quer pagar. Aí ele publica a quebra de ordem cronológica no Diário Oficial para pagar a conta atual. Assim Denarium vai deixando contas antigas para trás. São contas de telefone, água, além de obras. Ou seja, uma infinidade de dívidas que o governador está deixando para as próximas gestões. O que não dá para entender é o que Denarium está fazendo com tanto dinheiro guardado nas contas da Sefaz. Ele próprio já disse que o governo já tem mais de R$ 1 bilhão de saldo. Só para a Covid, Bolsonaro enviou R$ 5 bilhões.

Sem noção

O vereador de Boa Vista, Ilderson Pereira, criou um PL que proíbe a obrigatoriedade do uso de máscara em locais fechados. Assim como se fosse prerrogativa da Câmara Municipal decidir isso. Ontem mesmo o Ministério da Saúde anunciou que estuda flexibilizar o uso de máscara em locais de trabalho. O MS informou que a portaria será publicada em breve e que ela vai se sobrepor às decisões de flexibilizações decididas pelos governos e prefeituras. Ou seja, vai se sobrepor aos órgãos que realmente têm cacife para definir algo sobre o assunto além do MS. O PL de Ilderson não passa de uso da situação para se promover. Ele deve estar querendo conquistar a simpatia da população. Além disso,  existe um comitê formado por profissionais do Estado e dos Municípios que estuda diariamente a situação pandêmica para autorizar as flexibilizações de acordo com o o cenário epidemiológico.

Bucomaxilos

O estado de Roraima em peso sabe que quem manda na Assembleia Legislativa é o governador Antonio Denarium. Depois dele é senador Mecias de Jesus. Em seguida vem Disney Mesquita na hierarquia. E só depois é que vem Sampaio. Prova disso é a quantidade de familiares, cabos eleitorais, bem como amigos desses três indicados em cargos comissionados. Por conta disso, ontem (31), Denarium ‘pediu’ para os deputados aprovarem o PL que aumenta o salário dos bucomaxilos do Estado. Conforme informações, a pedido de Mecias de Jesus. É que a 1ª suplente dele é esposa de um desses dentistas que trabalham no HGR. Eles fizeram campanha pesada dentro da unidade em 2018 para o senador.

Falando nisso

Mas os laços entre Mecias e esses três bucomaxilos vão além disso. A CPI da Saúde investigou os três dentistas (Veja detalhes do caso aqui). O relatório da comissão, descreve que os três moços operavam um esquema de cirurgias dentro do HGR. Conforme depoimentos, eles orientavam pacientes a entrarem na Justiça para obrigar o governo a pagar as cirurgias. No processo, o MP solicitava três orçamentos para avaliar o melhor. E adivinha quem eram os três cirurgiões que estavam sempre enviando orçamento para estas causas? Eles mesmos. Os amigos de Mecias. Eles combinavam um valor superfaturado. Assim, um dos três estavam sempre operando pacientes, mas ganhando muito mais que o que realmente deveriam ganhar. Na apresentação do relatório, a CPI da Saúde, pediu o indiciamento dos três. Mas a deputada Lenir Rodrigues pediu pra retirar e retiraram mesmo. Depois, fontes desta coluna informaram que foi a pedido de Mecias.

Enquanto isso…

Enquanto isso, professores se humilham na ALE-RR para receberem o reajuste justo. O governo, depois de sete anos sem dar o reajuste anual aos servidores, resolveu dar 11% somente neste ano de eleições. Dessa forma, os professores se reuniram e reivindicaram um reajuste maior. Pois a defasagem já estava em quase 50%. E 11% não cobria nem a metade. Mas eles não conseguiram convencer o governador. E agora seguem trabalhando com o salário defasado, enquanto os bucomaxilos, que já tem um salário altíssimo, recebem reajuste só porque entre eles têm amigos de Mecias.

Perguntas:

  • Por que os bucomaxilos merecem reajuste de salário diferenciado?
  • Quando os outros servidores terão reajuste justo?
  • Por que Mecias teria pedido para retirar os nomes dos bucomaxilos da lista de indiciamento da CPI da Saúde?

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x