Deputados concederam honraria a PM denunciado por agressão e injúria racial

Isto é Roraima Para mostrar para o mundo que o estado é bagunça, os deputados concederam a comenda “Orgulho de Roraima” a um capitão da Polícia Militar, denunciado por agressão e injúria racial contra um frentista. Orgulho de quê, exatamente? O caso ganhou grande repercussão nas redes sociais e revoltou a população. O jovem provavelmente […]

Deputados concederam honraria a PM denunciado por agressão e injúria racial
Fachada da ALE-RR – Foto: Divulgação

Isto é Roraima

Para mostrar para o mundo que o estado é bagunça, os deputados concederam a comenda “Orgulho de Roraima” a um capitão da Polícia Militar, denunciado por agressão e injúria racial contra um frentista. Orgulho de quê, exatamente? O caso ganhou grande repercussão nas redes sociais e revoltou a população. O jovem provavelmente adquiriu um trauma para o resto da vida. Enquanto isso, o PM recebe a maior honraria da Assembleia Legislativa de Roraima. Que exemplo os nossos deputados estão dando para o resto do Brasil?

Falta de transparência

O prefeito de Caroebe, Osmar Filho (Republicanos) recebeu uma multa de 10 UFERR’s do TCE-RR, o que equivale a cerca de R$ 4.451,40.  Isto porque a Prefeitura do município não cumpriu as exigências do Ministério da Saúde sobre a transparência de dados de ação contra a Covid-19. É que existe uma obrigatoriedade dos Estados e Municípios em realizarem, diariamente, o registro de informações sobre a aplicação de vacinas, por exemplo, no sistema de informação do Ministério da Saúde. Agora, o TRE-RR fixou um prazo de 30 dias sob pena de multa diária, para que Osmar Filho promova a adequação do Portal da Transparência de Caroebe. Para, assim, fornecer informações necessárias e suficientes. Além de promover ampla divulgação da campanha de vacinação.

Omissão

Outro que recebeu não uma, mas duas multas do TRE-RR foi o ex-prefeito do Cantá, Carlos Barbudo. Segundo o órgão, ele omitiu informações nos Relatórios Resumidos da Execução Orçamentária e de Gestão Fiscal. E, além disso, não publicou os dados no Portal da Transparência. Se a plataforma existe, é porque tem motivo, não é? Agora para deixar de ser bobo, o TCE-RR aplicou duas multas. Uma de R$ 8.902,80 e outra que equivale a 30% da remuneração anual.

Baixo efetivo

O Conselho Penitenciário de Roraima enviou um ofício à Casa Civil do Estado e à Sejuc para pedir a nomeação de policiais penais recém-formados. Conforme o documento, a Direção da Pamc requereu interferência do colegiado em razão do baixo efetivo na unidade. Mas como o Conselho não tem atribuição para tal interferência, eles encaminharam a demanda para ao Estado. Por outro lado, o Governo negou a informação de que há baixo efetivo na Pamc, apesar da Direção da unidade dizer o contrário. É, parece que os recém-formados policiais penais vão ter que esperar mais um pouco.

Incômodo

Os moradores do bairro Jardim Primavera voltaram a reclamar para esta redação sobre um esgoto estourado na rua Ouro Verde. O mau odor infesta toda a região. Além disso, tem larvas que surgiram no local e acumulam próximo ao esgoto estourado, o que causa incômodo na população. Mais do que qualquer coisa, a Caer precisa entender que isso também é questão de saúde, não é reclamação sem sentido. Já faz mais de um mês que os moradores do bairro precisam conviver com o mau cheiro enquanto comem e até na hora de dormir precisam aguentar.

Só promessa

Mas a Caer só promete e nada cumpre. A empresa já disse dezenas de vezes que vai enviar equipe, mas nada acontece. É sempre a mesma ladainha. O jeito agora é se acostumar. Um dos moradores que entrou em contato com esta redação afirmou que é um sufoco diário. Os filhos, ainda pequenos, não conseguem nem mesmo brincar no lugar por conta do mau cheiro.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x