Descaso: depois da queda de forros, sangue escorre pelo teto do novo bloco do HGR

Bloco E foi inaugurado em março, mas já apresenta inúmeros problemas estruturais. Agora, sangue escorre pelo teto e servidores pedem socorro

Descaso: depois da queda de forros, sangue escorre pelo teto do novo bloco do HGR
O sangue acumulou na copa dos servidores – Foto: Reprodução

Sangue

É lamentável a situação dos funcionários e pacientes do novo HGR, o famoso Bloco E, anexo ao hospital.  Inaugurado recentemente, o bloco já apresenta uma série de problemas na estrutura. principalmente no forro. Vários episódios de queda de forro já ocorreram na unidade. Em seguida a imprensa noticiou. Dessa vez, conforme uma servidora, sangue escorria pelo teto da unidade. Certamente um vazamento. Mas de onde vinha o sangue? Ela afirmou que no andar de cima ficam as UTI’s.

Discurso político

O Governo de Roraima inaugurou o Bloco E do HGR em março deste ano sob forte discurso político. Antonio Denarium, Soldado Sampaio, Hiran Gonçalves, entre outros políticos criticaram fortemente outros políticos. Além disso, usaram a inauguração para se promoverem politicamente. Contudo, diante das inúmeras denúncias de forro caindo repetidamente, elevadores travados, sistema de ar-condicionado quebrado, nenhum desses políticos se manifestou. Nenhum deles fez o seu papel de cobrar um serviço digno por parte do governo. Enfim, os motivos todos sabem.

Manobra?

Informações repassadas a esta redação, apontam que o ex-deputado Jalser Renier, teria feito uma manobra com a direção nacional do Solidariedade e prejudicou diversos candidatos aqui em Roraima. Conforme a fonte, ex-parlamentar, mesmo com mandato assado, assegurou que conseguiria sair candidato este ano. Dessa forma, conseguiu mexer os pauzinhos lá em Brasília e modificou a distribuição de verba para a campanha dentro do partido. E assim, deixou candidatos com poucas condições financeiras para cobrir os gastos de campanha.

Desistiu

Por conta disso, os candidatos começaram a desistir das suas candidaturas. Desse modo, Edglei Alexandre, liderança jovem em Roraima, até já publicou nota para comunicar a desistência. Ele justificou que desistiu “tendo em vista as recentes mudanças no cenário partidário e eleitoral que subsidiavam o nosso projeto”. O jovem já se candidatou em 2018 e obteve uma expressiva votação com 2.619 votos pelo PSD.

Caso sério

A permanência de Cecília Lorezon na Sesau já se tornou um caso sério. Primeiramente, ela enfrentou uma greve de funcionários. E aplicou falta em todos que participaram do movimento. Como se eles não tivessem esse direito. E, misteriosamente, mesmo com toda a rejeição dela na Pasta e denúncias de corrupção e tudo mais, o governador sempre a manteve no cargo. Depois de muita conversa e que ela foi presidir a CER. Mas, nesse ano retornou para a Sesau. E as denúncias começaram a aparecer de novamente. E ela continua sem respeitar. Dessa vez, até o TCE-RR teve que aplicar multa para que Cecília envie informações para uma investigação. Pois a secretária não respondeu aos pedidos do órgão e nem se quer deu uma satisfação.

Calamidade, é?

E falando em TCE-RR, o órgão está de olho nos R$ 70 milhões que o Governo de Roraima enviou para 12 municípios em ano de eleições. Já determinou suspensão de compra de cesta básica e até “puxou” orelha de prefeito que não deu transparência à aplicação desse recurso e ainda fez festa em período de calamidade. Depois ainda mandou dois auditores para vários municípios para apurar o comportamento dos prefeitos com esse dinheiro.

Ação

A Justiça também está analisando possíveis irregularidades no envio desses R$ 70 milhões em ano de eleições. O jornalista e vereador Bruno Perez entrou com a ação que pede para que a Defesa Civil gerencie essa verba e que os prefeitos prestem contas do uso dela. Então o juiz Aluizio Vieira determinou a inclusão de todos os municípios na ação e deu prazo de 72 para que se manifestem. Agora é só aguardar o que cada prefeito vai dizer. Se alguém souber de alguma reunião dos prefeitos do interior com alguém muito próximo do Governo ou da Assembleia, registre e avise às autoridades.

 

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x