Dsei Yanomami deixou mais de 10 mil crianças Yanomami desassistidas; Mecias controla o órgão

Vídeos que mostram crianças com vermes na boca por falta de albendazol são horrorizantes. Mas o dinheiro para o medicamento veio, só não chegou onde devia

Dsei Yanomami deixou mais de 10 mil crianças Yanomami desassistidas; Mecias controla o órgão
Mecias de Jesus e Jhonatan de Jesus – Foto: Ascom Parlamentar

Destrói tudo que toca

Parece que o senador Mecias de Jesus não têm a mão muito boa. Pois onde ele toca, destrói. Assim foi com a Caer. Ele tem o controle do órgão onde indicou o jornalista e advogado James Serrador para dirigir. Serrador é seu homem de confiança há muitos anos. Mas acontece que a Caer está de mal a pior. Se um motor queima, os clientes ficam 3 dias ou mais sem água. Pois não tem empresa para fazer reparo na Caer. A cidade de Boa Vista nunca teve tantos esgotos estourados nas ruas. E, do mesmo modo, nunca houve tanta reclamação de moradores por esgoto voltar para dentro das casas. Um verdadeiro Caos. E sem falar que a falta de água é constante nos bairros. E quando tem, sai com dificuldade das torneiras.

Dsei Yanomami

Além disso, o senador republicano também tem o controle do Dsei Yanomami. Por lá as coisas também andam de mal a pior. Várias foram as denúncias de falta de tudo. Falta remédio para os indígenas. Da mesma forma, falta médico, enfermeiro, barcos para levá-los às comunidades. Assim como também falta combustível para os barcos. Com resultado, crianças morrendo por verminose, pneumonia, desidratação, malária e etc.

Mas o dinheiro veio…

Mas o dinheiro para todas essas coisas que faltam veio. O Ministério da Saúde mandou direitinho. Contudo, a pergunta é: onde foi parar? Ontem, por exemplo, a PF informou que a compra dos medicamentos foram feitas. Mas não existiram medicamentos. O pagamento desses remédios também aconteceu. Entretanto, houve fraude. Agentes públicos fizeram parecer que entregaram os medicamentos. Enquanto isso, crianças  morreram e outras pereceram.

Cegos

Enquanto isso, órgãos fiscalizadores parecem cegos, surdos e que também dormem. A empresa investigada pelo desvio dos medicamentos, já é investigada por suspeita de desvio de verba da Covid-19 na Sesau. E, mesmo assim, segue firmando contrato com órgãos públicos. Até mudou de nome depois da CPI da Saúde. Lá o proprietário da empresa prestou depoimento. E assim, ganhou os holofotes da imprensa. Então resolveu mudar o nome da empresa. E agora é investigada pela PF. Falta só os órgãos de controle e fiscalização tomarem medidas efetivas. Pois crianças morreram pela falta de atendimento e de medicamento.

Obras inacabadas

Mas voltando a falar de Mecias… outra coisa que não anda são as obras em que as verbas são trazidas por dele ou por seu filho, Jhonatan. É uma lista imensa de construções sem serem concluídas. Obra do Parque Anauá, Hospital de Bonfim, Asfaltamento da vicinal 28 no Sul do estado, Maternidade Nossa Senhora de Nazareth. Enfim, essas e outras.

Reajuste

O roraimense foi pego de surpresa nesta quinta-feira (1º) com a notícia do aumento do preço do gás. Agora, teremos que pagar 90 centavos a mais por cada quilo. O reajuste ocorreu após a mudança da empresa que opera a a refinaria em Manaus, no Amazonas. E haja gasto para o brasileiro. Anteriormente, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) já havia anunciado reajuste de quase 27% na luz. E assim vai o salário da população. Falta apenas aumentar o valor da gasolina para piorar a situação.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x