Escolha de vice de Denarium estremece relações no grupo

O fim de semana foi movimentado nos bastidores da política em Roraima. Especialmente no Palácio Senador Hélio Campos

Escolha de vice de Denarium estremece relações no grupo
Foto: Reprodução/Redes Sociais/Edilson Lima

Vice

O fim de semana foi movimentado nos bastidores da política em Roraima. Especialmente no Palácio Senador Hélio Campos. Conforme uma fonte palaciana, o governador Antônio Denarium (PP) já decidiu quem será o seu pré-candidato a vice. Trata-se de Edilson Lima, o secretário de Infraestrutura do governo. De acordo coma s informações o secretário faz parte do plano de continuidade da família Denarium no poder. É que o governador pretende a reeleição neste ano, mas quer ser candidato ao Senado em 2026. Só que, para continuar com o controle do Estado nas mãos, ele quer candidatar a esposa Simone ao cargo de governadora. Segundo a fonte, Edilson Lima, além de não levar jeito para política, é o secretário mais forte dentro do governo e extremamente fiel a Denarium. Inclusive, dizem as fontes que ele é o único que Denarium não grita no 1º escalão.

Assume, mas não atrapalha

Ainda conforme as informações do Palácio, Edilson Lima, caso vire realmente o vice-governador, não atuaria no cargo, pois os planos de Denarium é que o engenheiro continue como secretário de Infraestrutura. Assim, Denarium seguiria por trás da esposa no comando do Estado. Além disso, Denarium não teria que dividir espaço com o vice-governador. Basta lembrar que ele nunca deu espaço para o atual vice-governador Frutuoso Lins (MDB). O que gerou bastante desconforto no Palácio. Tanto, que Lins cansou de ser desprestigiado e passou pro lado de Teresa Surita (MDB).

Sem representatividade

Pelo atual cenário em Roraima não se sabe se é mais difícil Denarium ser reeleito ou eleger a esposa para qualquer cargo que seja. Após três anos e quatro meses de gestão, ninguém ouviu falar em Simone Denarium. A primeira-dama do Estado não conseguiu levantar nenhuma bandeira dentro do Estado. Não criou nem deu andamento aos projetos sociais da Setrabes. Nem mesmo assumiu a pasta que geralmente é dirigida pela primeira-dama do Estado. Roraima segue sendo o Estado com números alarmantes de violência doméstica. Além disso, os projetos sociais deixados por Shéridan como o Viva Comunidade, o Viva Melhor Idade estão cada dia pior. Nem sequer o transporte que a Setrabes oferecia para os pacientes do Centro de Atenção Especial teve na atual gestão. Outro dia a redação recebeu denúncia de que a unidade estava sem serviço de limpeza há três anos.

Treta

Parece que a escolha do vice de Denarium vai causar treta no grupo da base. Anteriormente, quem indicaria o vice de Denarium seria o senador Mecias de Jesus (Republicanos). Conforme informações, a mulher do senador, Darbilene Rufino seria a indicada. Pois a 1ª opção, o filho deputado Jhonatan está com um pé dentro do TCU por indicação do próprio partido. Caso ele coloque os dois pés, não poderá ter vínculo político. Mas com a escolha de Edilson, o grupo pode rachar e Mecias pode lançar a própria candidatura ao governo. Como todos sabem, o senador não se contenta com pouca coisa. Então ele não vai abrir mão de entrar com os dois pés e as duas mãos no governo.

Janela partidária

O período conhecido como ‘janela partidária’, em que os futuros candidatos devem se filiar ou mudar de partido encerra dia 02 de abril. Desse modo, as grandes siglas de Roraima estão em grande movimentação. A Assembleia Legislativa realizou apenas uma sessão durante duas semanas. Isso porque não havia quórum, pois os deputados priorizaram as negociações sobre as filiações.

Filiações

Quem irá dar continuidade às movimentações na semana é o MDB, partido da pré-candidata ao governo Teresa Surita. Nesta segunda-feira o partido realiza evento para anunciar os novos filiados. De acordo com o MDB, este ano a sigla recebe 24 novas filiações. No entanto, a lista não foi divulgada e está bem guardada. Será que vem surpresa por aí? Vamos aguardar.

Caos

O HGR está um verdadeiro caos por falta de leitos para os pacientes. Ontem, por exemplo, um jovem de 21 anos foi amarrado em uma maca por estar se debatendo de tanta febre. Deixaram ele no Trauma até que surgisse uma vaga em um leito. Contudo, até às 21h ele seguia na maca. O rapaz chegou na unidade às 9h da manhã. A família estava revoltada. Como o trauma não permite acompanhantes e nem visitas, o rapaz ficou sozinho e desassistido. Mas e o novo bloco inaugurado às pressas? O anexo ao HGR tem 120 novos leitos. Se não está pronto para uso, porque foi inaugurado? O próprio governador sancionou lei que proíbe inauguração de obra pública sem que esteja em condições de funcionamento imediato. Só para lembrar que a secretária de Saúde, Cecília Lorezom disse que iria acabar com esse discurso de que eles não sabem fazer gestão.

Perguntinhas:

  • Denarium acha que sua esposa Simone seria uma boa governadora ou quer continuar no comando do Estado por traz dela?
  • Como fica a relação de Mecias com Denarium após o governador escolher uma pessoa da sua confiança como vice?
  • Por que Denarium inaugurou o Bloco E se os pacientes continuam jogados em macas por falta de leitos?

 

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x