Governo do Estado desembolsou R$ 730 mil só em shows nacionais para o Arraial do Anauá

R$ 730 mil O Governo de Roraima vai pagar R$ 730 mil só pelas apresentações de artistas nacionais no Arraial do Anauá. Em consulta ao Sistema Eletrônico de Informações (SEI) do Estado, esta coluna verificou que a Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Secult) desembolsou R$ 200 mil pelo show do “Vitinho Imperador”, R$ […]

Governo do Estado desembolsou R$ 730 mil só em shows nacionais para o Arraial do Anauá
Palácio do Governo do Estado de Roraima – Foto: Gabriel Cavalcante / Roraima em Tempo

R$ 730 mil

O Governo de Roraima vai pagar R$ 730 mil só pelas apresentações de artistas nacionais no Arraial do Anauá. Em consulta ao Sistema Eletrônico de Informações (SEI) do Estado, esta coluna verificou que a Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Secult) desembolsou R$ 200 mil pelo show do “Vitinho Imperador”, R$ 280 mil para o “Mano Walter” e R$ 250 mil para Falamansa.

Saúde

A cultura é realmente muito importante. Mas a saúde da população é bem mais. Não que o Estado possa remanejar recursos, mas fingir que não está acontecendo nada é que é o problema. Desde mortes de crianças e mães na Maternidade Nossa Senhora de Nazareth a pacientes crônicos renais desesperados, o governador Antonio Denarium (PP) nunca se pronunciou sobre o problema que está enfrentando a Saúde de Roraima. Chega a ser assombroso da parte dele, como autoridade máxima do Poder Executivo Estadual, não dar um “piu” sobre essa situação.

Aniversário

No dia 1º de julho, o município de São João da Baliza completou 41 anos de existência. E para comemorar, a prefeita Luiza Maura encomendou um bolo e pagou a bagatela de R$ 40 mil pelo doce. E como o brasileiro leva a sério o lema “rir para não chorar”, muita gente fez piada nas redes sociais: “tinha ouro?”, “recheio de ferrero rocher”. Mas também teve muitas críticas: “mas não asfalta as ruas, não põe iluminação”, “dinheiro público é uma farra”.

Atraso

Servidores terceirizados do Governo, que atuam por meio da empresa União Comércio e Serviços, voltaram a denunciar atrasos nos salários. Conforme um servidor que trabalha em uma das escolas do Estado e preferiu não se identificar, há dois meses os profissionais da limpeza não recebem. Além disso, ao procurar a empresa, eles são informados de que não existe previsão para pagamento. E essa não é a primeira vez que ocorre. O Ministério do Trabalho chegou a aplicar uma multa de R$ 800 mil à União Comércio por conta dos atrasos constantes. Vale lembrar que a empresa está registrada no nome dos sócios administradores Antônia Pereira de Araújo e Gilmar Pereira de Araújo, parentes diretos do senador Mecias de Jesus.

Comissionados

O Ministério Público pediu na Justiça para que o prefeito de Iracema, Jairo Ribeiro (Republicanos), apresente no prazo de 15 dias comprovação de exoneração de comissionados nomeados para cargos previstos no concurso público de 2016. Em 2017, a prefeitura anulou o certame e, a pedido do órgão, a Justiça de Roraima revalidou, pois já haviam pessoas inscritas. O MPRR pede ainda que o prefeito apresente lista de servidores referentes aos meses de maio, junho e julho para verificar se mantém funcionários contratados durante a vigência do concurso. Em caso de descumprimento, o promotor Ulisses Moroni pede o afastamento de Jairo Ribeiro de suas funções.

 

 

 

 

 

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x