Governo Federal isenta pagamento de parcelas do Minha Casa, Minha Vida em Roraima

A ação é do Governo Federal, executada pela Caixa Econômica e tem o apoio de governos estaduais e prefeituras

Governo Federal isenta pagamento de parcelas do Minha Casa, Minha Vida em Roraima
Residencial Vila Jardim, Cidade Satélite – Foto: Lara Muniz/Roraima em Tempo

Oportunismo?

O Governo Federal anunciou no ano passado que os beneficiários do Minha Casa Minha Vida da Faixa 1 que já pagaram 50% do financiamento estão todos isentos do restante das parcelas. A medida é uma iniciativa do próprio Governo Federal, mas quem executa é a Caixa Econômica com apoio de Governos e prefeituras. No entanto, em Roraima, quem tem feito muito alarde com a iniciativa é o Governo do Estado, que tem dado a entender que o filho é dele.

Nacional

Roraima tem aparecido nas manchetes nacionais cada vez mais em notícias negativas. Como por exemplo, o caso do governador do Estado ter tido o mandato cassado três vezes. Um leitor piauiense do Roraima em Tempo enviou mensagem para esta redação para citar isso. Ele disse o seguinte: “aqui pelas nossas bandas, diga-se, Piauí (Nordeste), só se ver noticias ruins vindas de Roraima, Rondônia, Acre, Amazonas, a respeito de seus governantes, envolvidos em ASSALTOS aos cofres públicos. Já se tem quase certeza que os Governadores de Roraima e Acre terão seus mandatos cassados e presos”.

Despediu

O juiz federal Felipe Bouzada Flores Viana se despediu do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RR) nesta semana. É que ele completou dois anos de trabalho por lá. Então, missão cumprida. Em seu lugar assume o juiz Victor Oliveira, que também é federal para dois anos de mandato na Justiça Eleitoral.

Relatoria

Entre muitos processos, Bouzada foi relator de dois que terminaram na cassação do mandato do governador Antonio Denarium (Progressistas). No primeiro, sobre o uso do Cesta da Família, Bouzada fez um brilhante trabalho e apresentou um relatório incontestável com números, cálculos, e etc. Já no segundo, sobre o Morar Melhor, ele estava afastado por problemas de saúde e, desse modo, foi substituído pelo também juiz federal Diego do Carmo, que votou contra a cassação. No entanto, Bouzada voltou ao processo e verificou a legalidade de uma mudança de voto. Então, a  presidente do TRE-RR explicou o regimento que ampara a decisão do juiz e ele mudou o voto, que foi decisivo para a segunda cassação de Denarium.

Importante

Bouzada no TRE-RR foi de grande importância para evitar impunidade e fazer justiça em Roraima, após uma eleição tão maculada pela compra de votos e uso do poder como foi a de 2022. Somente em duas canetadas, o governador usou mais de R$ 130 milhões naquele ano para obter vantagem eleitoral na frente de outros candidatos. E, mesmo, assim, três juízes tentaram amenizar a gravidade desses crimes. Um deles, inclusive, em um processo envolvendo a primeira-dama e o governador na Justiça Estadual, chegou a arquivar uma ação ao justificar que não havia provas de vínculo entre Simone e Antonio Denarium.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x