Hiran mantém família no Governo e ganha milhões em contrato com a Sesau

Salários de esposa, filho e tesoureiro do partido de Hiran chegam perto de R$ 1 milhão por ano; já o contrato dele com o Governo é de R$ 6 milhões

Hiran mantém família no Governo e ganha milhões em contrato com a Sesau
Deputado Hiran Gonçalves – Foto: Reprodução/Facebook

Contrato milionário

A empresa do deputado Hiran Gonçalves (PP), a Proftalmo, tem contrato de R$ 6 milhões com o Governo do Estado. A firma está no nome da cunhada, pois por ser deputado, ele não pode ter empresas em seu nome e firmar contratos com o setor público. Então, ele deu seu ‘jeitinho’ e com a empresas no nome da cunhada ele pode firmar contratos milionários com o Governo.

Família no Governo

Mas isso não é problema para ele, até porque ele tem o governador Antonio Denarium (PP) para nomear seus familiares no alto escalão do Governo. Gerlane Baccarin, por exemplo, a esposa de Hiran, recebe R$ 23 mil mensais como secretária de Representação do Governo em Brasília (DF). Inclusive, em novembro, Gerlane foi obrigada a devolver R$ 114 mil recebidos ilegalmente por acúmulo de cargos públicos. Do mesmo modo, o ‘Hiranzinho’, filho do deputado Hiran Gonçalves, assumiu o cargo de diretor-geral do Instituto de Modernização Pública da Segad. Assim, que Denarium assinou a nomeação, o Hiranzinho passou a receber R$ 16 mil.

Rato

Seria cômico se não fosse trágico. Um rato invadiu a Maternidade Nossa Senhora de Nazareth. E deu o que falar. O vídeo que mostra os servidores correndo atrás do bicho tomou conta das redes sociais na noite de ontem (19). E os internautas não perderam a oportunidade. Os comentários foram os mais diversos. Uma ex-paciente da unidade relatou que quando esteve lá também tinha barata e piolho de cobra. Outra escreveu: “imagine a cozinha?”. Mas, enquanto isso, pacientes sofrem no local e sentem pavor de qualquer possibilidade de chuva. Nunca na história de Roraima as gestantes foram tratadas com tanto descaso. Mas nunca mesmo!

Dívida de bandeirada

Como se já não fosse suficiente enganar a população com falsas promessas na saúde, na educação e na segurança, Antonio Denarium agora resolveu enganar os cabos eleitorais. Mais de 100 pessoas contratadas para balançar bandeiras em sinais, esquinas e rotatórias na esperança de receber R$ 600, viram o candidato virando as costas e querendo pagar apenas R$100. Uma denúncia que chegou a esta redação relatou o caso com detalhes. O denunciante disse até que as pessoas foram removidas de um grupo de WhatsApp para não saberem que parte do grupo receberá um valor e os removidos receberão outro menor.

Tratores para alavancar candidatura

O MP Eleitoral denunciou o governador e candidato à reeleição Antonio Denarium (PP) por utilizar tratores para alavancar sua candidatura. Conforme o órgão, não é por acaso que os veículos estão expostos no Estádio Canarinho. Sem falar que os bens foram comprados com verbas públicas. O Ministério destacou que, já que Denarium não conseguiu entregar os tratores devido às eleições, ele deu um jeitinho de se beneficiar politicamente com eles. O documento da ação acessado exclusivamente por esta redação revela que o governador também utilizou as redes sociais para dar maior visibilidade à propaganda. Por isso, o juiz solicitou que ele retirasse o conteúdo referentes ao caso, além de aplicação de multas.

Pesquisa eleitoral irregular

Denarium não cansa de dar trabalho para a Justiça Eleitoral. Mais uma vez, o TRE-RR proibiu o governador de divulgar pesquisa eleitoral irregular. Conforme a ação, a coligação Roraima Trabalhando e Deus Abençoando veiculou a propaganda na última sexta-feira (16) em uma TV local. No entanto, não colocou dados que dão a devida confiança e credibilidade no conteúdo da pesquisa eleitoral, como o período de realização e a margem de erro, por exemplo. E, um dos mais relevantes, a quantidade de pessoas ouvidas pela pesquisa. Nesse caso, apenas 800 pessoas, de mais de 300 mil eleitores de Roraima. A Justiça já havia proibido a coligação de veicular a referida pesquisa pelos mesmos motivos. Por isso, a ação também pede a aplicação de multa por reincidência e por ter atentado contra a dignidade da Justiça.

Atrasado?

O Ministério Público de Roraima (MPRR) enviou nesta segunda-feira (19), um oficial de diligência para inspecionar as condições de funcionamento da Maternidade Nossa Senhora de Nazareth depois das fortes chuvas, que ocorreram no sábado (17), terem deixado a estrutura de cabeça para baixo. Forros caíram, o chão da unidade alagou, alarme de incêndio disparou, e o MPRR enviou um oficial para averiguar a situação dois dias depois de todo o caos. O MP também solicitou mais informações sobre a estrutura e serviço de manutenção da unidade.

Salário de mais de R$ 100 mil

O MPRR vai apurar possível ato de improbidade administrativa praticado pelo ex-diretor do Hospital Geral Roraima (HGR) Anderson César Dalla Baneta, devido ao acúmulo irregular de cargos. O médico oncologista ocupou o cargo durante um bom tempo, por indicação da primeira-dama Simone Denarium. Após denúncia, o salário do então diretor do HGR veio à tona. Ele chegou a receber mais de R$ 100 mil mensais. Enquanto isso, pacientes morrem à míngua sem remédios, insumos, cirurgias e etc.

 

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x