Pacientes com pedras na vesícula e nos rins perecem à espera na fila de cirurgia

Pedra nos rins… e no sapato Uma paciente procurou a redação da FM 93 para denunciar que espera há um ano por uma cirurgia no rim. A mulher tem pedra no órgão e já não consegue mais trabalhar e nem cuidar de seus filhos. Ela relatou sentir muitas dores. Mas, o que faz doer ainda […]

Pacientes com pedras na vesícula e nos rins perecem à espera na fila de cirurgia
Fachada do HGR – Foto: Rosi Martins

Pedra nos rins… e no sapato

Uma paciente procurou a redação da FM 93 para denunciar que espera há um ano por uma cirurgia no rim. A mulher tem pedra no órgão e já não consegue mais trabalhar e nem cuidar de seus filhos. Ela relatou sentir muitas dores. Mas, o que faz doer ainda mais, é o desprezo que ela tem recebido da saúde pública. É que a Sesau, além de não resolver o problema da mulher, ainda fica mandando ela buscar informações de um lugar para o outro. Como ela mesmo disse, uma verdadeira humilhação.

38 pedras na vesícula

A mesma coisa acontece com outra paciente que recebeu diagnóstico de 38 pedras na vesícula. Ela descobriu o problema há dois meses e sofre com dores e inchaço diariamente. O médico indicou cirurgia de urgência para ela, mas ao chegar no HGR não conseguiu fazer o procedimento e ainda disseram que ela teria que esperar três meses para marcar a cirurgia.

MP investiga

Chegou a esta coluna a informação de que o Ministério Público de Roraima (MPRR) está investigando o suposto impedimento da atuação de ortopedistas em procedimentos cirúrgicos no Hospital Gerald e Roraima (HGR). Isso porque a Secretaria de Saúde contratou a empresa MedTrauma para as cirurgias ortopédicas, mas na unidade já tem profissionais para este fim.

Números

Por conta isso, o MPRR quer números. Em ofício, a Promotoria de Saúde pediu à Sesau o quantitativo de atendimentos e procedimentos realizados pelos médicos ortopedistas concursados do estado, bem como pelos profissionais da referida empresa nos últimos seis meses. De acordo com o documento, essa não é a primeira nem a segunda vez que o MPRR pede as informações da Sesau.

Advertência

Devido a demora em repassar as informações solicitadas pelo MPRR, o órgão advertiu a secretária de Saúde Cecília Lorezon do crime previsto no artigo 10 da lei 7.347/85 sobre a recusa, o retardamento ou a omissão de dados técnicos indispensáveis à propositura da ação civil, quando requisitados pelo Ministério Público. A lei prevê pena de reclusão de 1 a 3 anos, mais multa.

Democracia Inabalada

Autoridades da República participaram nesta segunda-feira (8) de um ato chamado Democracia Inabalada no Salão Negro do Congresso Nacional, localizado entre os plenários da Câmara e do Senado. O evento lembrou a resistência dos Poderes contra os atos golpistas de 8 de janeiro do ano passado, quando extremistas invadiram a sede dos Três Poderes em Brasília.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x