Parlamentares pretendem discutir mortes de bebês às escondidas

Reunião da comissão será com portas fechadas e não será transmitida pelos canais da ALE-RR pagos e mantidos pelo povo para que haja transparência

Parlamentares pretendem discutir mortes de bebês às escondidas
Fachada da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) – Foto: Gabriel Cavalcante/Roraima em Tempo

Sessões

As sessões plenárias da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) retorna  nesta terça-feira após um mês de recesso. Os parlamentares devem discutir a LDO e a LOA que o Governo enviou. No decorrer da semana, caso haja mais sessões, os deputados devem apreciar projetos que estão na Casa aguardando votação.

Às escuras

A Comissão de Saúde vai analisar e debater a denúncia gravíssima das mortes de três bebês na maternidade de lona, supostamente por falta de diálise ou pelo procedimento feito de forma equivocada. Mas, segundo informações, os deputados vão realizar a reunião às escuras. Em sala com portas fechadas, o encontro não será transmitido pela Rádio, TV ou redes sociais. E nem mesmo as equipes da própria Assembleia poderão acompanhar. A reunião vai ser diferente de quando ocorreu com a Unimed para tratar da falta de atendimento aos pacientes com síndromes. Na sessão, transmitida em todos os canais midiáticos da ALE-RR, o deputado médico até discutiu com o advogado representante da empresa. Falta agora o parlamentar e os outros cobrarem do serviço público (Governo do Estado) com a mesma veemência que cobra do serviço privado.

É bom não esquecer

É bom não esquecer que os deputados vão tratar às escondidas de três vidas que se foram. São três famílias destroçadas pela dor de perder um filho. Também é bom também lembrar que não se trata dos interesses dos parlamentares, mas de pessoas que estão sofrendo com o descaso em uma maternidade de lona. Maternidade essa onde também morreram, do mesmo modo, 28 crianças somente em 37 dias.

Cunhado

E por falar em interesse dos políticos, o governador Antonio Denarium nomeou o cunhado do senador Hiran Gonçalves para o cargo de secretário adjunto da Secretaria de Licitações. Denarium criou a pasta no início deste ano. Juliano Bacarim é primo-irmão de Gerlane, esposa de Hiran. De acordo com fontes desta coluna, ele foi criado junto com ela. Além disso, era visto acompanhando Hiran em todos os lugares. Entretanto, desde janeiro deste ano, ele recebia pela ALE-RR  o salário de R$ 10 mil. Quando se fala em interesse de políticos é assim mesmo que as coisas funcionam: o cunhado trabalhava com o senador, mas recebia pela Assembleia e agora passa a receber pelo Governo do político que apoiou o senador. Seria bom se o deputado Soldado Sampaio tivesse esse mesmo interesse para apurar as mortes dos bebês na maternidade de lona.

Mais interesse

Ainda falando dos interesses dos políticos, o governador nomeou também os secretários titulares de duas Secretarias que ele criou este ano. Paulo Torres virou secretário de Governo Digital e Coronel Cerdeira do CBM-RR assumiu a Secretaria de Licitações.  Juntas, as pastas trarão um impacto financeiro de R$ 7,9 milhões a mais no orçamento do Estado. Esse mesmo Estado que Denarium diz que não tem dinheiro para convocar mais policiais porque não tem dinheiro. Ou seja, não tem interesse político, não é?

Multa

A Justiça multou o Governo de Roraima por não promover a reforma do único hospital no município de Bonfim. A unidade atende moradores da cidade, assim como de Lethem na fronteira com a Guiana. Em 2019 o governador assinou a ordem de serviço para obra. Os serviços começaram, mas nunca terminaram. A empresa, por algum problema que o Governo não quis explicar, abandonou  obra no ano passado. E como resultado, o local ficou coberto por mato. Desse modo, virou alvo de reclamação de moradores das proximidades.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x