Passadas as eleições, Governo de Roraima volta a ser bom para poucos

Antonio Denarium nomeou novamente um amigo empresário em um cargo de R$ 23 mil. E quem paga essa conta é você

Passadas as eleições, Governo de Roraima volta a ser bom para poucos
Governador Antonio Denarium – Foto: Reprodução/Instagram

Governo de amigos

Antonio Denarium nomeou novamente seu amigo empresário Dolinha em um cargo de R$ 23 mil. Dolinha assume o cargo de liquidante do extinto Departamento de Estradas e Rodagens (DER). O empresário passou toda a gestão de Denarium recebendo essa grana. O que já somou quase de R$ 1 milhão. E o que ele faz no cargo? Nada. Isso mesmo. Exatamente nada, pois o Departamento nem se quer existe mais. Na verdade, de acordo com uma fonte da coluna, Dolinha tem passe livre dento do Palácio do Governo. Sem falar uma palavra, ele acompanha as reuniões do governador com empresários que vêm de outros estados. Enfim…

Indígenas pedem respeito

Passadas as eleições e tudo volta a ser como antes. O respeito que o governador passou toda a campanha dizendo que tem pelos indígenas já acabou. Até nota de repúdio já tem. É que Denarium exonerou uma servidora indígena do Departamento de Educação Indígena da Seed e nomeou outra. Mas acontece que a indicação para o cargo ocorre por meio de assembleia na Organização dos Professores Indígenas de Roraima, a Opir.

Rasteira

A exoneração da professora foi como uma rasteira. Conforme informações, o governador demitiu a mulher assim que ela entrou de férias. Ou seja, só esperou a professora virar as costas. Agora os professores se sentem mais uma vez desrespeitados. E com seus direitos violados. Pois a indicação para o cargo do departamento é uma conquista de direitos dos indígenas.

Não tem central, mas tem R$ 2,7 milhões para manutenção

Ainda no assunto Educação, vamos falar de contratos. A Seed renovou contrato com uma empresa de manutenção de centrais de ar. O valor é nada menos que R$ 2,7 milhões. Mas ocorre que o que mais se vê em denúncias é que as escolas não têm central de ar. O próprio Roraima em Tempo já publicar várias matérias sobre isso. Além disso, até manifestação ocorreu em Rorainópolis. Lá, alunos foram às ruas para pedir ar-condicionado na escola. Enfim, dinheiro para manutenção tem, mas para comprar centrar de ar não tem.

Caminhada pela Paz

A Caminhada pela Paz que ocorreu ontem no bairro Pintolândia reuniu instituições em prol do fim da violência contra a mulher. A promotora Lucimara Campaner deu um verdadeiro show de mobilização e na organização do evento. Ao Roraima em Tempo, ela disse que o MPRR trabalha com afinco para combater o crime e para agilizar os processos para que os responsáveis sejam devidamente punidos. Disse ainda que existe uma promotoria que funciona dentro da Casa da Mulher Brasileira para facilitar o atendimento às vítimas.

Falando nisso

A Casa da Mulher Brasileira é uma grande estrutura que o Governo Federal proporcionou para Roraima. Diversos mecanismos de combate às violência contra a mulher funcionam no local. Além disso, também tem o setor de acolhimentos das vítimas. Mas convenhamos que a atuação do Governo do Estado com relação ao assunto é bem tímida. Roraima está no topo dos Estados quando o assunto é violência doméstica. E as mulheres aqui precisam de políticas mais efetivas para reduzir esses dados.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x