Racionamento de água pode piorar em Roraima

Presidente da Caer, James Serrador afirmou que Roraima pode passar pelo racionamento, no entanto, população já vive a situação antes mesmo da estiagem

Racionamento de água pode piorar em Roraima
Senador Mecias de Jesus e o presidente da Caer, James Serrador – Foto: Reprodução/Facebook

O presidente da Companhia de Águas e Esgotos de Roraima (Caer), James Serrador afirmou durante coletiva à imprensa nesta terça-feira (26) que Roraima pode passar por um racionamento de água, já que o nível do Rio Branco atingiu a marca de -38cm.

James que é indicado do senador Mecias de Jesus ao cargo, chegou a pedir para que a população economizasse água e esqueceu de lembrar em seu discurso que os moradores de Roraima já vivem o problema de falta de água antes mesmo da situação de estiagem.

Além disso, o presidente da Caer disse que se “precisar desligar as bombas haverá uma redução de pelo menos 300 litros por segundo entre 25% a 35% da carga”. Ora, a própria Caer envia comunicados para a imprensa dizendo que realiza serviços de manutenções por horas e já faz o desligamento de diversas redes, e os moradores ficam a mercê e reclamam nas redes sociais.

A Caer também esperou a virada do ano para presentear os roraimenses com um aumento de 23,77% na conta de água. A justificativa da empresa é que existem elevados custos financeiros para manter a operação e ressaltou aumento do preço, energia elétrica, do combustível, assim como os produtos químicos, usados no tratamento da água.

Do mesmo modo, diversas contas vieram com o triplo do valor e somente após denúncias é que a Caer organizou mutirão para rever os valores. Ou seja, se não houvesse reclamação, a empresa entenderia que o consumidor não estava consciente dos seus direitos.

Vale lembrar que o Governo de Roraima chegou a enviar no ano passado, R$ 60 milhões para a Companhia em duas parcelas que sequer serviram para as tais fazer melhorias. É que esse investimento nunca chegou até as torneiras da população nem tão pouco a água que quando há sinais, é fraca ou barrenta.

Agora, a Caer pretende usar a desculpa da grave estiagem para continuar a oferecer um péssimo serviço à população, enquanto o que o roraimense espera são soluções.

Fonte: Da Redação

 

 

 

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x