RR registra movimentação intensa em shoppings e supermercados no dia seguinte das eleições

Fato atípico e nada surpreendente foi a grande movimentação nesses lugares e a maioria realizando o pagamento em dinheiro vivo

RR registra movimentação intensa em shoppings e supermercados no dia seguinte das eleições
Foto: Reprodução

Atípico

Na segunda-feira (3), dia seguinte das eleições, um fato atípico em Roraima. Supermercados, shoppings e etc lotados. Mas o que fez a economia de Roraima aquecer um dia depois das eleições? Nos supermercados haviam verdadeiras multidões. Nas redes sociais pessoas também relataram que havia uma grande movimentação nos shoppings de Boa Vista. Os clientes compravam a vista. E no dinheiro. Realmente a compra de votos rolou solta em Roraima. Não é a toa que o Ministério da Justiça divulgou que o aqui foi o 2º estado que a PF mais registrou compra de votos. Será que é o dinheiro da Covid que só apareceu agora?

Consequência

A pior parte da compra de voto é a consequência. O cidadão brasileiro ainda não conseguiu entender que quando se vende um voto, também se vende o direito a um hospital, um médico, merenda na escola do filho. Se vendo assim também a dignidade. É um negócio onde só quem ganha é quem está pagando. Pois o dinheiro usado para pagar a dignidade do eleitor saiu do bolso dele mesmo. É dinheiro que pode ter saído dos R$ 24 milhões de aluguel da maternidade de  lona. E também dos R$ 15 milhões em livros que nunca chegaram na escolas. Enfim, isso e muito mais.

Cenário nacional

Roraima é um estado quase 70% bolsonarista. O que não é nenhuma surpresa. Mas o atual o presidente parece ter perdido força país a fora. Antes ele contou com apoio de boa parte do Nordeste. Contudo, esse ano, a maior parte do povo nordestino resolveu apoiar Lula. Mas isso também não é novidade. A novidade é que Bolsonaro perdeu em boa parte da região Norte. Inclusive nos maiores colégios eleitorais que são Amazonas e Pará. Lula teve assim, maioria dos votos não somente na região Nordeste como também no Norte. Ciro Gomes já declarou ao petista. Agora resta esperar o resultado no dia 30 para ver quem vence esse ‘duelo de gigantes’.

Multiplicação de bens

Ser presidente da Assembleia de Roraima parece que realmente é um bom negócio. Soldado Sampaio, que tinha menos de R$ 1 milhão em bens nas eleições de 2018, declarou este ano mais de R$ 4 milhões. Ele disse que maior parte desses milhões e de empréstimos. Sampaio teve dois mandatos antes de virar presidente da ALE-RR. E acumulou R$ 905 mil nesse tempo. Mas Sampaio virou presidente da ALE-RR há pouco mais de um ano e acumulou mais de R$ 3 milhões. Lembrando que a Casa Legislativa nunca recebeu tanto dinheiro como na gestão de Sampaio. Só de verba extra, o governador Antonio Denarium enviou de julho a novembro do ano passado, mais de R$ milhões para a ALE-RR.

Se esmerou

Agora dá para entender o motivo pelo qual Sampaio se esforçou tanto para caçar Jalser Renier. Não que Jalser seja inocente. Isso é a Justiça quem vai dizer. Mas que que muitas coisas se explicam, isso sim. Não foi a toa que Sampaio, contando com o apoio silencioso de Denarium, movimentou os deputados para cassar o mandato de Renier. E também não foi a toa que Jalser lutou até o último segundo e luta ainda até hoje.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x