Servidores da limpeza da Maternidade podem passar o Natal sem ceia

Atraso nos salários Os servidores da empresa União Comércio e Serviços Ltda., que presta serviço de limpeza na Maternidade Nossa Senhora de Nazareth realizaram uma manifestação em razão da falta de pagamentos. Pela 9ª vez este ano, eles enfrentam esse problema. Agora, eles podem ficar até mesmo sem a ceia. Conforme relatos dos servidores, o […]

Servidores da limpeza da Maternidade podem passar o Natal sem ceia
Manifestantes – Foto: Alexandre Grossi

Atraso nos salários

Os servidores da empresa União Comércio e Serviços Ltda., que presta serviço de limpeza na Maternidade Nossa Senhora de Nazareth realizaram uma manifestação em razão da falta de pagamentos. Pela 9ª vez este ano, eles enfrentam esse problema. Agora, eles podem ficar até mesmo sem a ceia. Conforme relatos dos servidores, o salário de dezembro, que deveria ter sido pago até o 5º dia útil do mês, está atrasado. O presidente do Sindicato que representa a categoria, Alexandre Grossi, disse que  a empresa informou que por conta da falta de repasse da Sesau, não há previsão para pagamento dos salários e nem a segunda parcela do 13º.No total, 170 funcionários da empresa União, Comércio e Serviços Ltda. estão sendo prejudicados. Em algumas ocasiões, os servidores já ficaram sem receber por 40 dias. Para quem não sabe, a empresa União Comércio está registrada no nome dos sócios administradores Antônia Pereira de Araújo e Gilmar Pereira de Araújo, parentes do senador Mecias de Jesus (Republicanos). De acordo com a denúncia enviada à redação, os irmãos Gilmar e Antônia mantêm uma vida muito simples, que não condiz com os valores recebidos pela empresa. Conforme pesquisas feitas no Diário Oficial do Estado (DOE) a empresa pode ter recebido mais de R$ 100 milhões entre 2014 e 2020 do Governo.

Ameaçados

Como se já não bastasse a humilhação de ter que implorar por algo que é de seu direito, eles ainda precisam sofrer ameaças. Conforme os servidores, a diretora da Maternidade tirou duas fotos deles e encaminhou para o dono da empresa com a mensagem “você tira ou eu chamo a polícia?”. Segundo ela, os manifestantes estavam tumultuando. Ela diz isso porque está com o salário em dia na conta, né? Enquanto isso, os servidores terceirizados precisam se movimentar para conseguir ter o que comer no final do dia.

R$ 331,3 milhões

A Sesau abriu edital para contratação de uma entidade para o gerenciamento, operacionalização e execução das ações e serviços de saúde do HGR pelo valor anual de R$ 331.361.987,52. Conforme o documento, a Sesau vai pagar por mês R$ 26.967.498,9. O valor estaria destinado para pagamento de pessoal, insumos (medicamentos, materiais em geral, etc), despesas bancárias, serviços terceirizados, manutenção, entre outros. A justificava para a contratação da entidade, seria que o excesso de leis e normas estariam atrapalhando o processo de gestão da “coisa pública”. Vale lembrar que em 2020, Denarium terceirizou parcialmente os serviços da Saúde no estado. Na época, a aprovação da lei foi alvo de críticas da população e também por parte do vice-governador Frutuoso. Ele disse que o modelo poderia gerar casos de corrupção, já que não houve debate com os órgãos públicos sobre a implantação do sistema. É preciso ficar de olho.

ICMS

E a saga do ICMS continua. Depois de duras críticas da população, Denarium agora quer cancelar, só que “parcialmente, a redução do ICMS que ele anunciou durante a pré-campanha. O governador enviou o PL que solicitava a medida no último dia 12 de dezembro. Contudo, três dias depois, enviou um novo Projeto que substituía o texto. Agora, a redução gradativa da alíquota ocorrerá somente até 2024, chegando a 20%. Na lei atual, que passou por uma alteração em março deste ano, a previsão era que a cobrança do ICMS chegasse a 17% até 2026, o que não vai mais ocorrer. Além disso, Denarium também propôs aumentar de 17% para 20% a cobrança sobre as outras mercadorias e serviços.

Votação na ALE-RR

Mas como tudo nesse Estado é pura enrolação, o que era para ter sido votado ontem (20), foi transferido para a sessão plenária de hoje (21). Será que eles querem mais tempo para deliberar ou só estão enrolando mesmo?

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x