Sesau vai gastar R$ 245 milhões em limpeza e manutenção predial

Enquanto isso, pacientes sofrem com a falta de tratamento adequado nas unidades hospitalares no Estado

Sesau vai gastar R$ 245 milhões em limpeza e manutenção predial
Limpeza de hospitais – Foto: banco de imagem

Limpeza

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) abriu licitação para contratar empresa para limpeza de unidades hospitalares e administrativas. De acordo com o documento que esta coluna teve acesso, o valor da contratação está estimada em nada menos que R$ 128 milhões. Isso mesmo. A Secretaria vai pagar tudo isso pela limpeza de prédios. Nas redes sociais, a manifestação da população foi totalmente contra esse gasto exagerado. Irônico, um internauta disse: “acho que vão derrubar os prédios para fazer um nono. Realmente, com todo esse dinheiro, dava para construir hospitais novos. Mas tudo isso para limpeza?

Manutenção

Em novembro, a Sesau abriu um outro processo para contratar empresa de engenharia para prestar manutenção nos prédios da Pasta por R$ 117 milhões. Ao todo, com a soma dos valores das duas licitações, Sesau vai gastar R$ 245 milhões em manutenção e limpeza predial. Isso é cerca de 20% de todo o orçamento anual da secretaria. Se nenhum órgão de controle agir, daqui a pouco a falta de remédios, insumos e pagamento de pessoal vai ficar ainda pior na saúde do Governo.

Limpeza nos cofres

Depois que o governador Antonio Denarium teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR), iniciou-se uma verdadeira série de abertura de contratos milionários no Estado. Como por exemplo, esses da Sesau e um do Iaterr no valor de R$ 115 milhões para aquisição de maquinários, um valor tão alto quanto o processo para contratar empresa para limpeza dos prédios da Sesau. Ao que tudo indica, há realmente um processo para limpeza, mas para a limpeza dos cofres públicos.

Por outro lado…

Por outro lado, o que acontece é de doer o coração de quem acompanha a situação de pacientes no Hospital Geral de Roraima, a maior unidade hospitalar do Estado. Um idosa de 60 anos, por exemplo, perdeu o transplante de rins em Porto Alegre em novembro por que a Sesau não emitiu as passagens. E pior ainda: a mulher não conseguia sequer uma informação para saber o motivo de não conseguir o transplante. Então procurou a imprensa para denunciar, e, só assim, a Sesau resolveu o problema.

Sem diagnóstico

Tão triste quanto a situação da idosa, é a do Paulo Niemetz. Ele sofreu um acidente em 2013, no entanto, somente em 2021 ele começou a sentir sequelas. Dessa forma surgiu na região da sua bacia, um hematoma e ele precisou passar por oito procedimentos cirúrgicos. O último ocorreu em 2023. Agora o ferimento ‘evoluiu’ e o homem apresenta o ferimento nas costas que sangra o tempo todo. Paulo está há quatro meses internado no HGR, mas nem sequer um diagnóstico ele recebeu. Assim como a idosa que perdeu o transplante, Paulo procurou a imprensa e a Sesau marcou a cirurgia dele para esta sexta-feira.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x